O que tem de fatos históricos na série ‘A Cozinheira de Castamar’?

Quer saber se a série A Cozinheira de Castamar é baseada em fatos históricos? Pois confira esta matéria do Tech News Brasil!

O que tem de fatos históricos na série 'A Cozinheira de Castamar'? (Imagem: Divulgação/Netflix)

Uma das séries de maior sucesso da Netflix deste ano de 2021 é, sem sombra de dúvidas, A Cozinheira de Castamar, série de época, ambientada na Espanha do século XVIII, que mostra a improvável relação entre uma cozinheira e um duque. Mas será que A Cozinheira de Castamar tem fatos históricos, ou é puramente ficção?

Isso é o que você vai descobrir nesta matéria do Tech News Brasil! Continue lendo e descubra quais são os fatos e e quais são as incoerências históricas de A Cozinheira de Castamar!

O que tem de histórico na série A Cozinheira de Castamar?

Como você deve imaginar, a série A Cozinheira de Castamar não é baseada em uma história real. Ela é uma adaptação para a televisão de um livro do escritor espanhol Fernando J. Muñez publicado originalmente em 2019. Porém, embora não seja inspirado em fatos reais, o livro La Cocinera de Castamar é do gênero ficção histórica, o que significa que há várias coisas reais e históricas no livro e na série.

A começar pela própria relação entre os protagonistas da série, ou seja, entre a simples cozinheira Clara Belmonte (Michelle Jenner) e o imponente Duque Diego de Castamar (Roberto Enriquez). No século 1720, havia ainda mais tabus em relação à mistura de classes do que hoje em dia, e tanto a série quanto o livro abordam bem essa questão ao representar as relações entre patrões e empregados.

Além disso, há também uma preocupação com os figurinos, com a arquitetura e com a decoração dos cenários vistos na série. Nesse sentido, a série também é bastante historicamente precisa, e tanto os uniformes das empregadas quanto os móveis do Duque são condizentes com a época em que a série é ambientada.

Destaque também para os pratos que Clara e as outras cozinheiras preparam ao longo da série. A equipe de produção de A Cozinheira de Castamar realmente pesquisou a tendência culinária do século XVIII e a reproduziu nos pratos apresentados em tela, aumentando ainda mais o realismo da série.

Você também pode gostar de ler:
A série Clickbait da Netflix é baseada em uma história real?

Incoerências históricas em A Cozinheira de Castamar

Como comentamos, A Cozinheira de Castamar é ambientada na cidade de Madrid dos anos de 1720. Nesta época, as mulheres infelizmente tinham pouquíssimo grau de instrução e raramente sabiam ler e escrever. Além disso, acreditavam que uma das únicas chances de ascensão social e econômica que tinham era através do casamento. Mesmo assim, a protagonista da série, Clara Belmonte, parece ser bem educada, cheia de cultura e determinada a conquistar as coisas por contra própria após a morte do pai. O que não chega a ser necessariamente uma incoerência histórica, afinal, mulheres assim sempre existiram, mesmo em épocas em que o patriarcado reinava absoluto.

Porém, é difícil de acreditar que a relação entre Clara Belmonte e o Duque de Castamar seria vista com bons olhos no século XVIII. Clara possivelmente seria acusada de estar pervertendo a cabeça do Duque, levando-o para um mau caminho. Afinal, relações sexuais e principalmente românticas entre “mestres” e “servos” não eram aceitas pela sociedade da época. Caso a série ganhasse uma continuação (o que dificilmente acontecerá, como já explicamos nesta outra matéria), Diego provavelmente perderia o seu título de Duque e precisaria reconstruir sua vida fora da aristocracia espanhola.

Gostou de descobrir quais são os fatos históricos presentes na série A Cozinheira de Castamar? Pois confira também:
O filme indiano ‘Mimi’ é baseado numa história real? Descubra aqui!

Editor, redator e revisor da WebGo Content, graduado em Letras – Português/Inglês. Tem experiência com redação e revisão de textos para Web. Apaixonado por poesia, literatura, games, tecnologia e gatos.
FacebookLinkedin

Deixe seu comentário

treze − 4 =