A Escada: conheça a pessoa real que inspirou a personagem Agnes Schafer

A minissérie "A Escada" vem dando o que falar, e nesse texto a gente te fala sobre a personagem Agnes Schafer e em quem ela foi baseada.

A minissérie de true crime, A Escadaque está sendo exibida pela HBO atualmente, não demorou para chamar a atenção de milhares de fãs desse tipo de história e a personagem Agnes Schafer, introduzida no 4ª episódio da série, é uma das que mais intrigou o público.

Baseada em uma história real de um possível homicídio, a série da HBO protagonizado por Toni Collette Colin Firth traz ao público um ar de mistério e descobertas viciantes, e mesmo com seu ritmo um tanto lento, torna quase impossível não ficar ansioso pelo próximo capítulo da resolução do caso.

Tratando em grande parte do julgamento do marido da vítima, principal suspeito de sua morte, Agner Schafer surge como uma das testemunhas do julgamento. Isso fez com que muitas pessoas se perguntassem se a personagem realmente existe na vida real.

Veja a seguir o que sabemos sobre isso.

Sobre A Escada

a-escada-serie-hbo

Em A Escada o público acompanha o caso da misteriosa morte de Kathleen Peterson, supostamente entrada em uma grande poça de sangue por seu marido Michael, após uma violenta queda da escada da casa dos dois.

A natureza dos ferimentos de Kathleen fazem com as autoridades acreditem piamente que sua morte não foi causada por acidente, e sim consequência de golpes desferidos intencionalmente por alguém.

O maior suspeito não é outro se não Michael, o marido que, mesmo abalado, parece ter muitos segredos que poderiam ter motivado atos violentos contra a esposa.

Quem é Agnes Schafer na vida real?

a-escada-conheca-a-pessoa-real-que-inspirou-a-personagem-agnes-schafer
A esquerda a Agnes Schafer da série da HBO e a direita a verdadeira babá da história, Barbara Malagnino, uma das inspirações para a personagem.

Agnes Schafer que surge como uma das testemunhas do caso de Kathleen no quarto episódio da série A Escada, é uma personagem ficcional. No entanto, o mais certo é que ela foi inspirada em outras duas pessoas reais que também tiveram envolvimento na época do julgamento do caso.

A primeira delas é Barbara Malagnino, que assim como a personagem da série, atuou como babá de Magareth Martha quando essas eram crianças e moravam na Alemanha com a mãe, Elizabeth Ratliff.

Como a Agnes da série, foi Barbara quem encontrou o corpo de Elizabeth em novembro de 1985, também aos pés da escada de sua casa, que assim como no caso Peterson, estava envolta em grande quantidades de sangue.

A babá foi correndo até a casa dos Peterson (na época, Michael vivia com a primeira esposa, Patricia) para avisar o que tinha visto, e retornou a casa com o vizinho. Lá chegando, Michael teria checado o pulso da vítima e relatado à Barbara que Elizabeth estava morta.

Amybeth Berner na vida real

A outra pessoa da vida real que deve ter servido de inspiração para Agnes Schafer é Amybeth Berner, amiga próxima de Elizabeth que também serviu de testemunha durante o julgamento de Michael Peterson.

Na vida real, foi Amybeth quem relatou que na época da morte de sua amiga, Michael havia dado como causa da morte um suposto aneurisma cerebral, que deveria ter feito com que ela caísse da escada.

Na vida real, após o julgamento, ambas se afastaram o máximo da mídia e buscaram manter suas vidas privadas. Anos depois, no entanto, elas chegaram a participar de alguns programas que tinham o caso Peterson como assunto.

CONFIRA Também:

7 séries da HBO Max para quem gostou de “A Escada”

E você, está acompanhando a série A Escada? O que acha do caso Peterson? Conta para a gente aqui nos comentários.

E para ficar sempre por dentro das novidades do mundo das séries e filmes, continua acompanhando a gente aqui no Sobre Sagas do TechNews Brasil.

Formada em Marketing e pós graduanda do curso de Língua Portuguesa e Literatura. Trabalha na área de comunicação como Criadora de Conteúdo além de fazer trabalhos de atuação e locução para materiais em vídeo. Pseudo-cinéfila e apaixonada por todo universo Geek.

Deixe seu comentário