A Nuvem | Por que o filme está dividindo opiniões entre a audiência da Netflix?

Conheça um pouco mais sobre o filme A Nuvem e descubra por que ele está dividindo tanto as opiniões dos assinantes da Netflix!

Disponível no catálogo da Netflix desde o dia 6 de agosto de 2021, o filme francês de terror A Nuvem vem dividindo as opiniões dos assinantes do serviço de streaming. Enquanto muitos críticos teceram opiniões bastante positivas sobre o filme, comparando-o até mesmo ao clássico Os Pássaros (1963), de Alfred Hitchcock, o público, em geral, considera o filme como uma das piores produções do ano.

Nesta matéria do Tech News Brasil, você vai conhecer um pouco mais sobre A Nuvem e descobrir por que o filme está dividindo tanto as opiniões da audiência da Netflix. Confira!

Sobre o filme A Nuvem, disponível na Netflix

Em A Nuvem, acompanhamos Virginie (Suliane Brahim), uma viúva que vive com os dois filhos, Laura (Marie Khammesas) e Gaston (Raphael Romand), numa região rural da França. Sua fonte de renda vem da criação de gafanhotos, mais especificamente da venda da proteína deles.

Porém, tanto Virginie quanto sua filha, Laura, não gostam muito do negócio dos gafanhotos, sentindo falta da época em que vendiam carne de cabra quando Nico, marido de Virginie, ainda era vivo. Especialmente porque os insetos não estavam reproduzido num ritmo que permitisse manter um volume considerável de vendas.

Mas tudo muda a partir do momento em que Virgine descobre que os gafanhotos têm interesse em se alimentar da carne e do sangue humano. E que, quando eles fazem isso, também passam a se reproduzir num ritmo muito mais acelerado. Isso pode ser a solução dos problemas financeiros da família… desde que ela continue alimentando os insetos com seres humanos.

Você também pode gostar de ler:
A série Manifest pode ir parar na Netflix? Entenda o caso!

Por que as opiniões sobre o filme A Nuvem estão tão divididas?

Suliane Brahim como Virginia no filme de terror francês A Nuvem (Imagem: Divulgação/Netflix)
Suliane Brahim como Virginia no filme de terror francês A Nuvem (Imagem: Divulgação/Netflix)

Um dos pontos que vem sendo alvo tanto de críticas quanto de elogios é o ritmo bastante lento da produção. Se você espera um filme de ação frenético e com cenas bastante assustadoras e intensas, A Nuvem definitivamente não é para você. Por outro lado, se você gosta de tramas construídas lentamente e bem amarradas, você pode sim gostar deste filme.

Porém, o que certamente tem dividido a opinião dos assinantes da Netflix é o final do filme. O ritmo lento da construção do enredo passa a impressão de que o final ao menos vai ser arrebatador e de explodir a mente de qualquer um. O problema é que ele não é tão impactante assim, sendo mais do tipo de conclusão que deixa várias questões em aberto (como a motivação de os gafanhotos se interessarem pelo sangue e pela carne humana) e convida o telespectador a refletir sobre tudo o que foi apresentado. Isso sem falar que algumas questões ficam um pouco mal resolvidas, como o arco de bullying envolvendo Laura.

Além disso, embora seja apresentado como um filme de terror (pelo trailer, pela capa e pela própria descrição da Netflix, que caracteriza o filme como “terror” e “assustador”), A Nuvem está muito mais para um filme de suspense com algumas poucas cenas ligeiramente assustadoras. Isso já é o suficiente para fazer com que parte do público se sinta enganada.

A atuação de todo o elenco é muito boa. Porém, pelo fato de grande parte do filme ser focada na criação dos gafanhotos, os personagens (até mesmo os principais) são pouco aprofundados, tornando-se superficiais em muitos momentos. Tanto é que uma das participações mais lembradas pelos assinantes é a de um cachorro (pelo desfecho trágico que ele tem na trama).

O final, como já comentamos, deixa um pouco a desejar, especialmente por não explicar muita coisa. (Spoiler) Para tentar salvar sua filha, que está sendo atacada pelo enxame de gafanhotos assassinos, Virginia corta as mãos e se cobre pelo próprio sangue, a fim de atrair os insetos. Porém, eles misteriosamente perdem o ímpeto assassino e deixam as duas em paz.

O porquê disso não é explicado, cabendo ao espectador interpretar da sua maneira. Intervenção divina? Uma crítica ao capitalismo tardio e à exploração do meio ambiente visando o lucro? Jamais saberemos.

Gostou dessa matéria sobre o filme A Nuvem, disponível na Netflix? Pois aproveite e confira também:
When Calls the Heart chegou na Netflix! Por que você deve assistir essa série?

Editor, redator e revisor da WebGo Content, graduado em Letras – Português/Inglês. Tem experiência com redação e revisão de textos para Web. Apaixonado por poesia, literatura, games, tecnologia e gatos.
FacebookLinkedin

Deixe seu comentário

7 + dezessete =