Bac Nord | Conheça a história real que inspirou o filme francês da Netflix

Conheça aqui a história real por trás do filme 'Bac Nord: Sob Pressão', disponível no catálogo da Netflix desde o último dia 17!

Bac Nord - História real do filme

Na última sexta-feira (17), chegou ao catálogo da Netflix o filme ‘Bac Nord: Sob Pressão‘. O título de origem francesa, que é inspirado em uma história verídica, mal chegou à plataforma e já garantiu seu lugar entre os mais assistidos pelos assinantes da Netflix.

Nesta matéria do Tech News Brasil, você conhece um pouco mais do filme de ação e aventura e conhece a história real em que se baseia Bac Nord: Sob Pressão. Confira!

Sobre o filme Bac Nord: Sob Pressão

O filme Bac Nord: Sob Pressão é uma criação francesa dirigida e produzida por Cédric Jimenez, que também está por trás da criação de O Homem do Coração de Ferro (2017) e A Conexão Francesa (2014). Apesar de chegar só agora ao serviço de streaming, a produção foi lançada ainda no ano passado, no dia 23 de dezembro de 2020.

Além de Jimenez, quem também contribuiu para a roteirização do filme, que não é um título original da Netflix, foram Audrey Diwan, esposa de Jimenez que é jornalista e roteirista, e Benjamin Charbit.

A trama gira em torno de três policiais que estão sendo pressionados pelos seus chefes para terem um melhor desempenho em prisão e apreensão de drogas. Quando surge um caso de tráfico de drogas, eles trabalham em equipe para resolver o maior caso de suas carreiras e mudar suas vidas do ponto de vista profissional. Mas alguns empecilhos podem dificultar o trabalho e ainda colocar tudo a perder.

A produção é estrelada pelo ator francês Gilles Lellouche (que protagonizou A Conexão Francesa), François Civil e Karim Leklou. Inclusive, a presença de Adèle Exarchopoulos chama bastante atenção do público que já assistiu ao filme Azul é a Cor Mais Quente (2014).

Se você é assinante da Netflix, também pode gostar de ler:
Conheça Jaguar, série espanhola que chega à Netflix nesta quarta (22)

História real por trás do filme Bac Nord: Sob Pressão

História real em que se baseia Bac Nord
Cena do filme ‘Bac Nord: Sob Pressão’, disponível no catálogo da Netflix (Imagem: Reprodução/Chi-Fou-Mi Productions)

Diferente do filme O Pai que Move Montanhas, em que o diretor da produção se inspirou em um caso específico, entre muitos outros, que viu no noticiário sobre tragédias naturais na Romênia, Cédric Jimenez, por meio de Bac Nord: Sob Pressão, resolveu dar voz ao caso que foi um verdadeiro escândalo na França e inclusive virou manchete de diversos jornais franceses.

Em outubro de 2012, estourou na mídia do país francês o caso “BAC Nord”. Conforme relatado no jornal O Mundo, entre os envolvidos no caso, estavam membros da brigada anti-crime da cidade de Phocaean, que se fizeram conhecidos como “gangue organizada”, sendo os responsáveis por graves atos de violências e extorsões. Dessa forma, esse foi um grande caso de corrupção policial.

A princípio, sob suspeita de extorsão e tráfico de drogas, 12 policiais foram pegos, entre os quais sete foram presos e cinco receberam fiança provisória.

Depois de sete anos, as acusações mais graves foram retiradas. Dezoito membros da Bac levaram processo por tráfico de drogas e furtos em reuniões por pessoa titular de autoridade pública no exercício de suas funções. Ainda hoje, o caso está ativado e segue em andamento.

Em 21 de abril de 2021, o criminal tribunal de Marsella libertou 7 policiais. Ao mesmo tempo, 11 policiais foram condenados à pena de prisão suspensa por roubo de drogas, dinheiro e cigarro. Mas isso não durou muito, pois foi noticiado pelos jornais que a promotoria havia mudado de ideia. Diante disso, doze dos dezoito policiais devem passar por um novo julgamento em breve.

Por sua vez, aqueles que receberam a prisão suspensa não terá nenhum registro de condenação em seus antecedentes criminais.

Gostou desta matéria sobre a história real por trás de Bac Nord: Sob Pressão? Pois confira também:
O filme ‘O Pai Que Move Montanhas’ é inspirado em uma história real?

Graduanda em Comunicação Organizacional na UTFPR, com experiência na área de Gestão de Pessoas e em Marketing Digital. Amante de filmes de ação com protagonização feminina e fã de café à meia-noite.

Deixe seu comentário

cinco × um =