Bateria Viciada ou com Problemas – Faça o diagnóstico do seu celular

A bateria é um dos principais componentes de um smartphone atualmente, que tem ficado cada vez maiores e mais potentes, exigindo cada vez mais energia. Por isso, os aparelhos podem precisar de recargas mais frequentes, que desgastam o componente e diminuem a duração de cada carga, gerando a temida “bateria viciada”.

Porém, esse problema não significa que a vida do seu smartphone chegou ao fim. O gasto excessivo de bateria pode ter algumas soluções fáceis, que você mesmo pode resolver em casa. Conheça, a seguir, como identificar os problemas mais comuns que podem estar viciando a sua bateria.

dois celulares em uma mesa conectados aos carregadores
Bateria viciada pode ser um problema sério com soluções simples. (Imagem: Reprodução/Steve Johnson)

Tela

O consumo de mídia é um dos fatores mais importantes durante a escolha de um smartphone, e por isso os aparelhos trazem displays cada vez maiores, mais brilhantes, com mais resolução. Dessa forma, a tela é um dos componentes mais custosos para a bateria, e alguns pequenos ajustes podem melhorar a vida de sua bateria.

Para conferir se a tela é realmente o maior problema, abra as configurações de seu celular e selecione a opção “Bateria”. Dentro deste menu, haverá uma opção como “Uso de bateria” ou “Detalhes de uso”, no qual você poderá conferir quais apps ou componentes utilizam maiores porcentagens de energia.

Caso você confirme que a tela está gastando mais bateria do que o normal, pode tentar algum dos ajustes a seguir, para aumentar a duração de sua carga.

  • Diminua o brilho da tela;
  • Use brilho automático;
  • Diminua o tempo para bloqueio da tela;
  • Utilize papel de parede preto (no caso de seu celular possuir tela AMOLED)

Aplicativos

Alguns aplicativos podem continuar funcionando em segundo plano, mesmo quando não estão abertos, e continuam gastando sua bateria. Entre eles estão os aplicativos de mensagens, como WhatsApp e Messenger, ou então de redes sociais, como Instagram e Facebook.

Isso acontece porque estes apps ficam constantemente procurando novas mensagens, utilizando dados móveis ou wi-fi, buscando sua localização, entre outras ações que ocorrem no background. 

Além disso, aplicativos de streaming, como YouTube e Netflix, e também jogos, são aplicações que precisam de muita energia para rodar, e podem estar consumindo parte considerável de sua carga. 

Da mesma forma que a tela, é possível conferir quais são os principais aplicativos que utilizam sua energia, acessando o menu “Configurações” e então “Bateria”. 

Se este for o seu problema, confira as dicas a seguir.

  • Desinstale apps não usados e mantenha apenas o que realmente utiliza;
  • Impeça que aplicativos funcionem em segundo plano: Isso poderá afetar o funcionamento do app, porém garantirá que ele não use bateria se não estiver aberto. Para isso, vá ao menu de “Configurações”, então abra “Apps e notificações” e selecione o app que deseja restringir; toque em “Avançado”, selecione a opção “Bateria” e então “Restrição para segundo plano”.
  • Feche aplicativos que não esteja usando no momento;

Conectividade

Entre as diversas ferramentas que os smartphones possuem, estão as antenas que garantem sua conexão com o mundo, como Wi-Fi, Bluetooth, GPS e dados móveis. Porém, enquanto estas estão ligadas, estão constantemente procurando sinal, encontrando outros dispositivos na área e, portanto, consumindo energia . 

Se não estiver utilizando naquele momento, uma boa forma de economizar energia é deixá-las desligadas.

Outras opções

A maior parte dos smartphones possui um modo especial de uso da bateria, que pode ser ativado caso você não tenha condições de carregar seu celular e precise que a bateria dure até o fim do dia.

Neste modo, a tela ficará menos brilhante, as atividades em segundo plano serão restringidas e recursos visuais podem ser desativados. Para ativar este modo, acesse “Configurações”, “Bateria” e ative a opção “Economia de Bateria”.

Outra ação que pode evitar o problema de bateria viciada é manter tanto o sistema quanto seus aplicativos sempre atualizados. 

Porém, infelizmente, em alguns casos o problema pode ser a bateria em si. Estes componentes têm vida útil de 2 a 3 anos, e após sucessivas descargas e recargas haverá um desgaste irreversível. Nesta situação, é possível levar seu smartphone em uma assistência técnica e solicitar a troca da bateria, que então deve funcionar como nova.

Fonte: Android Authority

Formado em Jornalismo, atua como redator de notícias desde 2017 escrevendo sobre games e tecnologia. Também é Co-Fundador da Crenix Games, empresa de jogos digitais de Curitiba onde exerce uma de suas paixões: Design de Narrativas para Games.
FacebookLinkedinWikipédia

Deixe seu comentário

16 − 3 =