Vale a pena maratonar Bordertown na Netflix? Descubra aqui!

Descubra aqui se vale ou não a pena maratonar a série finlandesa Bordertown, uma das melhores produções disponíveis no catálogo da Netflix.

Parte do elenco principal da série Bordertown (Imagem: Divulgação/Fisher King Production | Netflix)

Embora poucos ainda conheçam, a série criminal finlandesa Bordertown é umas das melhores do catálogo da Netflix, sendo um verdadeiro prato cheio para quem busca uma série instigante e intrigante para maratonar.

Nesta matéria do Tech News Brasil, você vai conhecer um pouco mais sobre a série Bordertown e descobrir por que nós acreditamos que vale bastante a pena maratoná-la na Netflix! Confira!

Sobre a série Bordertown

Bordertown é uma série criminal finlandesa de drama e “noir nórdico”, um gênero literário e fílmico bastante popular nos países nórdicos (Dinamarca, Finlândia, Noruega, Suécia etc.) cujas características principais são uma ambientação pesada, uma mistura entre a boa qualidade de vida desses países e a violência, o racismo etc. que ainda se mantêm presentes, apesar do desenvolvimento, e o fato de a narrativa ser contada a partir da perspectiva da polícia, nesse caso a partir dos detetives principais.

Em Bordertown, acompanhamos Kari Sorjonen (Ville Virtanen), um dos mais brilhantes detetives da NBI que aceita um emprego em Lappeenranta, uma cidade pequena na fronteira com a Rússia, a fim de passar mais tempo com seus familiares, especialmente com sua mulher, que quase faleceu por conta de um câncer. Porém, ele acaba se envolvendo em uma extensa rede de assassinatos que o obriga a voltar à ativa.

Um dos detalhes mais interessantes é que Kari Sorjonen é portador de um tipo raro de autismo, que faz com que ele tenha suas habilidades de comunicação e de reconhecimento de emoções e de expressões faciais aprimoradas. O personagem é inspirado no escritor inglês Daniel Tammet, também portador dessa síndrome rara.

Atualmente, há três temporadas de Bordertown disponíveis na Netflix, totalizando 31 episódios, que têm em média 55 minutos de duração cada. Uma quarta temporada está em pós-produção e está prevista para estrear na Finlândia em novembro de 2021.

Você também pode gostar de ler:
Vale a pena assistir a série coreana ‘O Rei Eterno’ na Netflix? 

Vale a pena maratonar Bordertown na Netflix?

Imagem promocional da série Bordertown, sucesso da Netflix (Imagem: Divulgação/Fisher King Production | Netflix)
Imagem promocional da série Bordertown, sucesso da Netflix (Imagem: Divulgação/Fisher King Production | Netflix)

A resposta é: sim, vale bastante a pena maratonar a série Bordertown na Netflix. Embora ainda não esteja completa na Netflix (a quarta temporada está prevista para novembro de 2021), essa série policial finlandesa é uma das melhores disponíveis no catálogo do serviço de streaming.

Além disso, Bordertown é um sucesso absoluto na Finlândia, recebendo inclusive diversos prêmios no país, especialmente pelo enredo e pela atuação dos protagonistas, Kari Sorjonen (Ville Virtanen) e Lena Jaakkola (Anu Sinisalo).

Porém, Bordertown também tem vários outros pontos fortes, como a construção dos personagens, por quem nos apegamos rapidamente, a fotografia, com cenários bucólicos da região fronteiriça da Finlândia, a trama envolvente, misturando ação, mistério, crimes e drama etc.

As relações familiares também são exploradas na série, especialmente a do núcleo familiar do protagonista, Kari, ou seja, suas relações com a esposa, Pauliina Sorjonen (Matleena Kuusniemi), que luta contra um câncer cerebral, e com a filha, Janina Sorjonen (Olivia Ainali).

Destaque especial para o roteiro, que não recorre a soluções óbvias nem a caminhos lineares. Em vez disso, ele pega constantemente o telespectador de surpresa com reviravoltas muito bem construídas, intrigando e prendendo a atenção do início ao fim, tornando Bordertown uma série ideal para uma maratona de fim de semana.

Gostou dessa matéria sobre a série Bordertown, sucesso na Netflix? Pois confira também:
Vale a pena assistir a minissérie ‘O Sucessor’ na Netflix? Descubra aqui!

Editor, redator e revisor da WebGo Content, graduado em Letras – Português/Inglês. Tem experiência com redação e revisão de textos para Web. Apaixonado por poesia, literatura, games, tecnologia e gatos.
FacebookLinkedin

Deixe seu comentário

nove + treze =