Entendendo o final de ‘A Filha Perdida’, mais recente sucesso da Netflix

Assistiu "A Filha Perdida", mas acha que não entendeu muito bem o final? Então confere essa explicação que fizemos aqui nesse texto.

O drama baseado no livro de Elena FerranteA Filha Perdida estreou no último dia 31 na Netflix e desde então se encontra entre os títulos mais vistos da plataforma. Apesar disso, uma coisa tem intrigado muitos dos espectadores de A Filha Perdida: o seu final.

Com uma abordagem sensível sobre os sacrifícios da maternidade, o filme foi aclamado pela crítica especializada desde seu lançamento em festivais de cinema no ano passado. Além disso, muitos acreditam que o longa deve angariar algumas indicações ao Oscar desse ano, especialmente nas categorias de atuação por conta do protagonismo da queridinha da Academia, Olivia Colman.

A despeito dessa recepção calorosa dos especialistas em cinema, é fato que a produção acabou não sendo uma unanimidade entre o público em geral que não foi fisgado pelo andamento lento da história. Além disso, o final deixou muita gente na dúvida do que realmente aconteceu com a protagonista Leda.

Se você está nesse grupo de pessoas que também não compreendeu muito bem o que aconteceu, nesse texto a gente vai tentar esclarecer melhor o desfecho do filme. Confira!

Atenção, os parágrafos a seguir contém spoilers de A Filha Perdida.

O que aconteceu com Leda no final de A Filha Perdida?

a filha perdida final

Durante todo o longa acompanhamos os flashbacks de Leda e sua relação difícil com as filhas. Mesmo durante a ligação que recebe da filha Martha no início do filme, pela conversa é possível notar certo afastamento entre elas.

Depois de vermos seu passado, enfim ela revela à Nina que chegou a abandonar as filhas e o marido durante três anos quando ambas eram crianças.

Com isso e juntando todos os pormenores que a protagonista revela sobre as filhas já adultas, é justificado o aparente afastamento entre elas, mas também fica claro como a protagonista parece querer que essa relação fosse diferente.

Pulando já para os momentos finais do filme, vemos Nina no apartamento de Leda, que decide entregar a boneca que havia roubado da pequena Elena. Furiosa, Nina espeta um grande alfinete no abdômen de Leda antes de ir embora.

Ferida, mas aparentemente sem grande gravidade, Leda arruma suas coisas e vai embora e em seguida vemos que ela acaba sofrendo um acidente.

E é justamente nessa parte onde tudo fica confuso. 

Aparentemente, Leda consegue sair do carro se dirigindo até uma praia onde desmaia na borda da água. Em seguida, já em uma cena de amanhecer, vemos a mulher sendo acordada pelas ondas e seu celular tocando, quando ela atende se depara com a voz das filhas dizendo que estavam preocupadas e em seguida vemos que a protagonista parece feliz, mas completamente emocionada.

Os pontos de ambiguidade do desfecho, no entanto, fazem o espectador questionar se essa cena da protagonista na praia está acontecendo de verdade.

Para começar, na ligação a filha revela que deixou inúmeras mensagens para mãe e que estava preocupada. Tirando a primeira ligação, onde aparentemente ela mal sabia que a mãe estava de férias (o que demonstra que elas não se comunicam com frequência), não vemos mais conversas entre elas.

Além disso, no telefonema na praia a filha fala brincando que achou que a mãe estava morta já que não atendia e pergunta se ela está bem. De forma estranha, Leda responde que não (não está bem) e que está viva.

Por último, o misterioso surgimento de uma laranja nas mãos da protagonista parecem reafirmar que aquela cena não passa de imaginação ou mesmo um vislumbre de um momento pós-morte de Leda. Afinal, além de a fruta ter sido a representante constante dos melhores momentos que a mulher teve com as filhas quando criança, quando ela desmaiou na praia a noite não havia nenhuma laranja com ela.

Dessa forma, uma das conclusões que se pode tirar do final de A Filha Perdida é que Leda, na verdade, morreu à beira-mar e que o que vemos ao final seria o seu tipo de paraíso, com as filhas ligando preocupadas com ela e com a conexão entre elas reestabelecida, como se Leda e suas filhas enfim a perdoassem pelos erros do passado.

(ALERTA DE SPOILER LIVRO “A FILHA PERDIDA” NO PRÓXIMO PARÁGRAFO)

Claro que essa é apenas uma interpretação, mas se levarmos em conta que ao final do livro homônimo quando Leda atende o telefonema da filha ela responde “Estou morta, mas estou bem”, os precedentes para que isso não fosse uma simples piada da protagonista, são enormes.

(FINAL DO SPOILER)

CONFIRA Também:

Estes filmes vão ser REMOVIDOS DA NETFLIX ao longo de Janeiro de 2022

E você? O que acha que realmente aconteceu no final de A Filha Perdida? Leda estava realmente viva, ou morreu e tudo aquilo foi uma ilusão?

Conta para a gente aqui nos comentários!

Formada em Marketing e pós graduanda do curso de Língua Portuguesa e Literatura. Trabalha na área de comunicação como Criadora de Conteúdo além de fazer trabalhos de atuação e locução para materiais em vídeo. Pseudo-cinéfila e apaixonada por todo universo Geek.

Deixe seu comentário

10 + dois =