Escassez de chips pode arrastar falta de estoque de consoles até 2023

Segundo o diretor da Toshiba, a atual escassez de microchips pode durar até 2023, agravando a falta de estoque de consoles.

A produção do console PlayStation 5 é uma das mais afetadas pela escassez de chips (Imagem: Hello I'm Nick/Unsplash)
A produção do console PlayStation 5 é uma das mais afetadas pela escassez de chips (Imagem: Hello I’m Nick/Unsplash)

De acordo com um recente comunicado da Toshiba ao site Bloomberg, a escassez de microchips e consequentemente a falta de estoque dos consoles PlayStation 5, Xbox Series X e Nintendo Switch pode durar até o ano de 2023.

De acordo com o diretor da Toshiba, Takeshi Kamebuchi, a escassez de matéria prima e a alta demanda das empresas são as principais responsáveis pela atual crise de microchips utilizados pela indústria desde na montagem de carros à fabricação de eletrônicos de consumos. E acrescenta que esse problema pode durar até pelo menos setembro de 2022, com a possibilidade de se estender até 2023.

Kamebuchi também comentou que, embora seja possível que as empresas responsáveis por estes consoles (Sony, Microsoft e Nintendo) recorram a chips produzidos por outras empresas, as certificações de segurança exigidas acabam limitando o escopo de chips utilizáveis.

A Toshiba também espera aumentar a capacidade de produção de semicondutores nos próximos anos, evitando que crises com as da atualidade voltem a acontecer no futuro. Ainda assim, a crise de microchips, que está prejudicando drasticamente a indústria dos consoles, parece não ter previsão para terminar.

Você também pode gostar de ler:
PlayStation Showcase 2021 | Jogos que mais esperamos ver no evento

Fonte: Bloomberg

Editor, redator e revisor da WebGo Content, graduado em Letras – Português/Inglês. Tem experiência com redação e revisão de textos para Web. Apaixonado por poesia, literatura, games, tecnologia e gatos.
FacebookLinkedin

Deixe seu comentário

13 + 4 =