Facebook anuncia novidades para aumentar a segurança dos Grupos

Na última quarta-feira (17), o Facebook anunciou uma série de novidades que visam aumentar a segurança dos usuários quando estes acessarem os Grupos do Facebook. O comunicado aconteceu através do blog oficial da rede social e foi assinado por Tom Alison, vice-presidente de engenharia da empresa.

As mudanças visam especialmente combater o discurso de ódio e a desinformação, que ocorrem em todo o Facebook, mas especialmente nos chamados Grupos. Afinal, pessoas más intencionadas geralmente criam grupos visando justamente atrair pessoas suscetíveis a informações desse tipo.

A seguir, vamos listar as novidades de combate ao discurso de ódio e à desinformação nos Grupos do Facebook, aumentando ainda mais a segurança dos usuários da plataforma.

Grupos do Facebook
(Imagem: Divulgação/Facebook)

Novidades para aumentar a segurança dos Grupos do Facebook

Basicamente, foram duas as mudanças que aconteceram na forma como o Facebook trata os Grupos. Embora tenham sido poucas, as mudanças prometem ser bem efetivas no combate à desinformação e ao discurso de ódio.

A primeira delas envolve o mecanismo de recomendação dos grupos. A segunda impõe uma espécie de restrição a grupos (e membros) que violem com frequência as regras do Facebook.

Confira os detalhes de cada uma delas abaixo.

Mudança na recomendação dos Grupos do Facebook

A primeira mudança, como comentamos, envolve a recomendação dos grupos do Facebook.

Segundo o anúncio, o Facebook não vai mais recomendar grupos que falem sobre assuntos cívicos ou políticos para os usuários. Ao menos nos Estados Unidos, inicialmente. Afinal, informações falsas e nocivas geralmente têm uma motivação política para serem criadas e compartilhas na rede social.

Os usuários ainda vão poder acessar estes grupos: eles não foram extintos da plataforma. Entretanto, será mais difícil achá-los através das recomendações do Facebook.

Além disso, grupos que frequentemente violarem as regras da rede social vão automaticamente ganhar menos recomendações aos usuários. Mesmo aqueles que não tratem de assuntos políticos ou cívicos.

Restrição do alcance de grupos e de membros que violarem as regras do Facebook

Já a segunda medida é a de diminuir o alcance de grupos e de membros que constantemente violarem as regras do Facebook.

Grupos classificados como infratores das regras receberão algumas limitações. Por exemplo, eles vão ter um limite de vezes em que os usuários vão receber as notificações de convite. Além disso, sempre que um usuário for entrar em um grupo infrator, ele receberá um alerta avisando que aquele grupo é potencialmente perigoso.

Os membros de grupos classificados como infratores também vão receber menos conteúdos do grupo em questão. Dessa forma, a novidade afeta tanto novos membros quanto membros já antigos, que já fazem parte do grupo.

Além disso, os moderadores também vão precisar aprovar cada postagem ou comentário de grupos que marcados por constantes violações das regras da plataforma.

Por fim, o Facebook vai impedir temporariamente que membros que cometerem violações recorrentes comentem ou publiquem em TODOS os grupos. Ou seja, não apenas naquele em que o membro cometeu a violação, mas em todos os grupos da paltaforma.

Em casos mais graves, quando as violações forem muito severas, o Facebook vai tomar uma atitude ainda mais drástica: remover definitivamente o grupo ou o membro em questão.

Quer ficar por dentro de todas as novidades do mundo da tecnologia e do entretenimento? Pois nos siga no Twitter e tenha acesso em primeira mão a todas as postagens aqui do Tech News Brasil!

Fonte: Blog do Facebook

Editor, redator e revisor da WebGo Content, graduado em Letras – Português/Inglês. Tem experiência com redação e revisão de textos para Web. Apaixonado por poesia, literatura, games, tecnologia e gatos.
FacebookLinkedin

Deixe seu comentário

19 − dez =