Falcão e o Soldado Invernal | Segundo episódio — resumo completo!

Nesta sexta-feira (26), o segundo episódio da série Falcão e o Soldado Invernal estreou enfim no Disney Plus.

O episódio teve diversas cenas de destaque. Como, por exemplo, interações (não muito amigáveis) entre Sam e Bucky e John Walker, o novo Capitão América, e seu novo parceiro, Lemar Hoskins. Houve também cenas de confronto entre os heróis e os Apátridas, a aparição de novos personagens, como Isaiah Bradley e uma referência a Barão Zemo!

Confira a seguir a recapitulação/o resumão de tudo o que aconteceu de importante no Episódio 2 da série Falcão e o Soldado Invernal!

Resumo completo do segundo episódio de Falcão e o Soldado Invernal

O segundo episódio começou com uma espécie de “anteriormente em...”, exibindo em sequência algumas das cenas mais importantes do primeiro episódio de Falcão e o Soldado Invernal.

Quatro cenas tiveram destaque nessa recapitulação: Sam entregando o escudo do Capitão América ao museu, com o discurso a respeito do conceito de símbolo sendo reproduzido atrás, os pesadelos de Bucky sobre a sua época na HYDRA, a aparição dos Apátridas — e de seu líder, que aparentemente é um Super Soldado, e John Walker, interpretado por Wyat Russell, assumindo o posto de novo Capitão América.

Estes quatro pontos vão ser importantes para se compreender bem o desenrolar do segundo episódio da série, que estreou na manhã de hoje no Disney+.

“Hora de trabalhar”

A primeira cena inédita do segundo episódio de Falcão e o Soldado Invernal mostra John Walker, dentro de um vestiário, se preparando para uma apresentação em um jogo de futebol americano de um colégio.

Num dos armários, é possível ver um uniforme, ainda revestido por uma capa. Enquanto o herói reflete, alguns personagens são introduzidos. Um deles é Lemar Hoskins, interpretado por Clé Bennett, que virá a ser “Estrela Negra”, parceiro do novo Capitão América.

Hoskins faz um discurso motivacional para Walker, falando de trabalhos passados e da responsabilidade que o parceiro terá agora que vestirá o traje de Capitão América. E conclui com um “Hora de trabalhar!”. Walker concorda e termina de abrir o uniforme, que se revela como o uniforme novo do Capitão América.

Depois da abertura já tradicional da Marvel, vemos Walker enfim na apresentação do jogo de futebol americano. Ele abraça alguns torcedores, dá autógrafos, corre pelo campo etc. Depois, sobe no palco, enquanto uma apresentadora anuncia o “novo Capitão América”, fazendo a torcida ovacioná-lo, enquanto chacoalha bandeirinhas dos Estados Unidos.

Cena do segundo episódio de Falcão e o Soldado Invernal
John Walker, o novo Capitão América, chegando no evento de Futebol Americano (Imagem: Reprodução/Marvel/Disney+)

A entrevista de John Walker tem seus pontos altos e seus pontos bem… vergonhosos. Por exemplo, ele diz que não tem superinteligência nem super força, mas que tem algo que o Capitão América sempre teve: bastante coragem.

Por outro lado, Walker também dá algumas gafes. Como dizer que, mesmo sem ter conhecido Steve Rogers — o antigo Capitão América —, ele o tinha como um irmão. O que desagrada bastante a Bucky, que estava assistindo à transmissão pela TV.

Logo em seguida há um corte, mostrando Falcão, em uma instalação militar, olhando para um cartaz do “Novo Capitão América” com certa desconfiança.

Apátridas: androides, aliens ou magos?

No hangar militar, Bucky e Sam se encontram. O Soldado Invernal questiona Falcão sobre a decisão dele de entregar o escudo para um museu, rejeitando o posto de Capitão América. Falcão, entretanto, afirma que tem problemas maiores para resolver: os Apátridas, que estão tocando o terror em Munique, Alemanha.

Há um diálogo engraçado entre a dupla. Sam diz que desconfia que os Apátridas têm relação com “um dos grandes três”: ou androides, ou aliens, ou magos. Bucky questiona Sam: “quem você está enfrentando agora, Gandalf?”, afirmando ter lido O Hobbit já em seu lançamento, em 1937, quando Sam pergunta como ele conhecia Gandalf.

A dupla então voa para Munique e se reúne numa espécie de galpão abandonado no meio de uma floresta, onde supostamente estão alguns dos membros dos Apátridas. Lá eles encontram algumas poucas pessoas, todas sem máscaras, que entram em caminhões e zarpam.

Falcão e Soldado Invernal, Capitão América e Estrela Negra

Bucky entra em um dos caminhões e percebe que os terroristas estão roubando e contrabandeando vacinas (em época de pandemia, sabemos bem o que é isso). E, dentro da carga, o Soldado Invernal é confrontado por uma integrante dos Apátridas, que também tem super força.

E aí começa uma cena de ação incrível entre Soldado Invernal e diversos membros dos Apátridas, em cima de um dos caminhões, que não param o seu trajeto por entre a floresta. Em poucos instantes, Falcão chega para ajudar o amigo. Mas eles, sozinhos, não dão conta do recado.

E é aí que chegam o novo Capitão América e Lemar Hoskins, que ainda não se apresenta como Estrela Negra. Mas nem mesmo com os quatro super-heróis a luta fica fácil.

Isso porque todos os Apátridas eram Super Soldados, com bastante força e agilidade. Até mesmo o novo Capitão América acaba sendo derrotado pelo grupo terrorista, sendo atirado do caminhão no vidro de um carro. E fica a pergunta: quem era o louco que estava dirigindo um carro atrás de dois caminhões em que super heróis e super terroristas estão brigando em cima?

Depois, os quatro heróis se reúnem num jipe militar e têm uma conversa até que amigável. Walker sugere que os quatro se unam para enfrentar os Apátridas e admite que hackeou o Asa Vermelha para encontrar a localização de Falcão — e também dos Apátridas.

Cena do segundo episódio de Falcão e o Soldado Invernal
Cena de interação entre Falcão, Soldado Invernal, Capitão América e Estrela Negra (Imagem: Reprodução/Marvel/Disney+)

A conversa entre Falcão e John Walker, entretanto, acaba esquentando. Walker afirma que entende a frustração do herói, e que ele “não está tentando ser o Steve”. Apenas “tentando ser o melhor Capitão América que puder”.

Reunião dos Apátridas

Depois, a cena corta novamente para os Apátridas, agora sozinhos, se reunindo em Bratislava, a capital da Eslováquia. Lá conhecemos alguns dos propósitos do grupo, que são contra as noções de fronteira.

O que chama mais a atenção na cena, entretanto, são duas mensagens que Morgenthau, a líder dos Apátridas, recebe em seu celular: “você pegou o que era meu” e “eu vou te encontrar e te matar”. Ainda não sabemos quem está por trás das mensagens, embora muito provavelmente seja Barão Zemo.

Isaiah Bradley

Falcão e Soldado Invernal vão para Baltimore, Maryland, atrás de um personagem chamado “Isaiah Bradley” (interpretado por Carl Lumbly). A dupla busca o personagem para tentar encontrar respostas do porquê de terem tantos “super soldados” espalhados pelo mundo.

Isaiah é um velho conhecido de Bucky. isso porque ele foi um dos cidadãos americanos que receberam, em 1942, o mesmo soro que Steve Rogers. A dupla se conheceu na Guerra da Coreia, na qual ambos serviram.

Mas eles não se conheceram em situações muito amigáveis, já que Isaiah foi enviado para capturar Bucky — e aparentemente deu uma surra nele. A conversa entre o trio é hostil, e Sam e Bucky não saem com muitas respostas.

No final dessa cena, temos um exemplo do racismo policial dos EUA: um policial confronta Sam e pede o seu documento, perguntando a Bucky se Sam está o incomodando. Mas, no final, os policiais acabam é dando voz de prisão a Bucky, que faltou numa sessão da terapia obrigatória — que já vimos no primeiro episódio da série.

Vemos então uma sessão de terapia entre Falcão e Soldado Invernal, intermediada por uma psicóloga. Os dois discutem sobre alguns pontos, como, por exemplo, o porquê de Falcão ter aberto mão do escudo do Capitão América, algo que parece incomodar bastante Bucky.

Cena do segundo episódio de Falcão e o Soldado Invernal
Cena da sessão de terapia entre Falcão e Soldado Invernal (Imagem: Reprodução/Marvel/Disney+)

Diálogo tenso entre Falcão e Bucky e John Walker e Estrela Negra

Uma das cenas finais mostra um diálogo um pouco mais tenso entre Falcão, Bucky e John Walker. O novo Capitão América revela o nome da líder dos Apátridas, Karli Mongerthau, e reforça o pedido de que todos trabalhem juntos na causa contra os terroristas.

Sam diz que as diferenças entre eles impossibilitam que trabalhem juntos. Enquanto dão as costas, Walker chama a atenção da dupla novamente e diz: “vou dar um conselho. Fiquem longe do meu caminho”. FAÍSCAS!

Apátridas x Mercador do Poder e referência a Barão Zemo

Em outra cena do fim, os Apátridas, num aeroporto na Bratislava, estão carregando alguns dos contrabandos para dentro de um avião. E eis que um deles recebe uma mensagem no celular e imediatamente sugere, portanto, que o grupo dê o fora dali.

Isso porque, segundo ele, os membros do “Mercador do Poder” estavam prestes a chegar. E ele realmente chegam, já metendo pipoco. Enquanto a maior parte do grupo foge no avião, um deles fica para trás para se sacrificar.

Por fim, a última cena do episódio mostra Sam e Bucky conversando, tentando chegar num consenso sobre como encontra as informações que eles precisam. E é aí que Bucky sugere que a dupla encontre “ele”. Sam fica um pouco relutante, mas acaba concordando em ir visitar ninguém mais ninguém menos que Barão Zemo.

 

Quer ficar por dentro de todas as novidades do mundo da tecnologia e do entretenimento? Pois nos siga no Twitter e tenha acesso em primeira mão a todas as postagens aqui do Tech News Brasil!

Todas as informações deste artigo foram retiradas do episódio 2 de Falcão e o Soldado Invernal, série original do Disney Plus.

Editor, redator e revisor da WebGo Content, graduado em Letras – Português/Inglês. Tem experiência com redação e revisão de textos para Web. Apaixonado por poesia, literatura, games, tecnologia e gatos.
FacebookLinkedin

Deixe seu comentário

cinco × 3 =