Ferramenta para detectar fake news é desenvolvida por universidades brasileiras

Ferramenta para detectar fake news é desenvolvida por universidades brasileiras

O ICMC (Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação) da universidade de São Paulo (USP), anunciou ontem, segunda-feira dia 15 de outubro de 2018, o desenvolvimento de uma plataforma, NILC-USP, que possibilita checar se uma notícia é falsa ou verdadeira, acessível gratuitamente via WhatsApp e Internet.

De acordo com a publicação a ferramenta foi desenvolvida e está em fase de testes e aperfeiçoamento por um grupo de pesquisadores da USP e da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

A ideia é que a ferramenta seja um apoio para o usuário. Ainda estamos no início desse projeto e, no estado atual, o sistema identifica, com 90% de precisão, notícias que são totalmente verdadeiras ou totalmente falsas”, pondera o professor Thiago Pardo, do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos. “No entanto, as pessoas que propagam fake news costumam embasar suas mentiras em fatos verdadeiros. Nossa plataforma ainda não tem a capacidade de separar as informações com esse nível de refinamento, mas estamos trabalhando para isso”, completa Thiago.

O software do detector de fake news usa aprendizagem de máquina e foi treinado com 3,6 mil textos falsos e 3,6 mil verdadeiros, que foram publicados na web entre janeiro de 2016 e janeiro de 2018. Com isso, a inteligência artificial do programa se tornou capaz de reconhecer características que se repetem tanto em textos verdadeiros e em textos falsos para analisar se uma notícia é falsa ou verdadeiras.

A gente sabe que, quando uma pessoa está mentindo, inconscientemente, isso afeta a produção do texto. Mudam as palavras que ela usa e as estruturas do texto. Além disso, a pessoa costuma ser mais assertiva e emotiva. Então, uma das formas de detectar textos enganosos é medir essas características.”, explica o professor Thiago Pardo.

Para utilizar detector de fake news via internet basta acessar o site através do navegador, e colar o texto de uma notícia na caixa destinada e clique em “Enviar” para acessar o sistema de verificação.

Ferramenta para detectar fake news é desenvolvida por universidades brasileiras

Agora para utilizar detector de fake news via WhatsApp basta utilizar o bot do WhatsApp (o link funciona somente quando acessado através de um smartphone com o WhatsApp instalado). Após clicar no link no smartphone a ferramenta abrirá automaticamente uma janela de troca de mensagens do WhatsApp com o “Nilc-FakeNews” digitado na tela, ao enviar está mensagem o usuário receberá a mensagem “Olá! Seja bem-vindo ao detector defake news do NILC-USP – Detecção Automática de Notícias Falsas para o Português! O sistema irá utilizar o modelo de detecção para avaliar se a notícia é falsa ou verdadeira. Insira o corpo de uma notícia.”, então bastará colar e enviar o texto de uma notícia para acessar o sistema de verificação.

Ferramenta para detectar fake news é desenvolvida por universidades brasileiras

Os resultados da ferramenta costumam ser bem satisfatórios, ela pode apresentar falhas momentâneas, mas acerta na maioria das vezes. Vale destacar que a verificação deve ser aprimorada com o tempo uma vez que ainda se encontra em fase de testes.

Fonte: ICMC USP

0/5 (0 Reviews)

Deixe uma resposta

Fechar Menu