Entendendo o final de Justiça em Família, novo filme original da Netflix

O novo filme de ação e suspense está bombando entre os assinantes da plataforma. Entenda o final de Justiça em Família, original da Netflix.

Entenda o final de Justiça em Família

Na última sexta-feira (20/08), um novo filme de suspense e ação estreou na Netflix. Desde então, esse longa tem causado grande repercussão entre os assinantes da plataforma. Para você que assistiu à nova produção original da maior plataforma de streaming e ficou confuso, entenda a seguir o final do filme ‘Justiça em Família’ da Netflix.

Desde a divulgação do trailer do filme em 09 de agosto de 2021, os assinantes da plataforma esperavam ansiosamente pelo novo título original da Netflix. Isso porque a estrela do filme é ninguém menos do que o próprio Aquaman. Não literalmente, é claro.

Estamos falando do ator Jason Momoa, que deu vida ao meio-humano e meio-atlante da obra lançada em 2018. Inclusive, o que chama bastante atenção do público para o novo filme estrelado por Momoa é o contraste de personalidade entre os protagonistas. Enquanto Aquaman é durão e frio, Ray (de Justiça em Família) é bastante amoroso e apegado à família.

A seguir, vamos entender o final de Justiça em Família da Netflix. Inclusive, para o caso de não ter assistido ou não ter visto o final do filme, cuidado com os spoilers.

Enredo de Justiça em Família

Final de Justiça em Família da Netflix
Imagem: Reprodução/Netflix

A trama do filme Sweet Girl’ (em tradução, “Doce Garota”), que chegou ao Brasil com nome de Justiça em Família’, gira em torno de Ray (Jason Momoa), um ex-boxeador que, após perder a esposa para o câncer, vai em busca de justiça contra a empresa farmacêutica responsável por tirar do mercado o genérico que poderia ter salvo a vida de sua esposa.

Mas, para fazer novas descobertas sobre o caso do recolhimento do remédio, Ray se coloca no meio de pessoas poderosas e perigosas. Dessa forma, ele tem de proteger a si mesmo e à sua filha, Rachel (Isabele Merced), que agora é sua única família.

Reviravolta chocante e a verdadeira narrativa de Justiça em Família

Embora ao longo da trama já se dessem sinais sobre o verdadeiro enredo da história, o espectador ainda fica boquiaberto ao descobrir o que realmente se passa em Justiça em Família.

Dois anos depois de supostamente escapar da morte em uma luta dentro de um trem, Ray embarca na missão de “fazer a limpa” contra as pessoas que estiveram envolvidas na retirada do remédio do mercado na época em que sua esposa piorava com o câncer, a começar por Keeley (Manuel Garcia-Rulfo).

Sem alternativa, Ray leva Rachel consigo, a qual repreende constantemente a violência que o pai utiliza na busca por justiça.

Até os momentos finais da produção, era possível ter Ray como o grande protagonista. Porém, ele não é nosso herói de verdade. O que se revela perto do final da trama destrói essa ideia por completo, deixando os espectadores boquiabertos.

Estando para ser pega pelo FBI pela chacina que fez, o filme aponta para a verdadeira protagonista de Justiça em Família: a pequena e única Rachel.

Assim, mostra-se que Ray morreu mesmo na cena do trem e que Rachel assumiu o controle da vingança a partir disso.

Desse modo, o filme narra duas lutas simultâneas. Na primeira, Rachel enfrenta as pessoas que seguraram a liberação do remédio que poderia ter salvo a vida de sua mãe. Na segunda, há um embate de Rachel entre terminar o que o pai começou, do jeito que começou, e fazer justiça sem ferir ninguém.

Mas claro que, como se evidencia no filme, em casos de traumas, é mais provável que a pessoa penda a querer fazer justiça com as próprias mãos.

Entendendo o final de Justiça em Família

Depois de despistar o FBI, Rachel mata Santos (Manuel Garcia-Rulfo) e em seguida foge da cena do crime.

Ao entrar na lanchonete onde se depara com a deputada Diana Morgan (Amy Brenneman), Rachel grava um áudio em que a mulher confessa ter aceitado suborno para não liberar o medicamento e no qual admite ter ordenado matar duas pessoas.

Rachel, então, envia o arquivo para a agente do FBI com quem manteve contato ao longo da jornada em busca de justiça. Assim, a deputada, que esteve por trás de tudo o que aconteceu, vai para trás das grades, enquanto Rachel termina a dura jornada de se vingar dos três vilões em um avião, lembrando dos pais.

Dessa forma, o filme termina sem pontas soltas. Tendo isso em vista, pode ser que não haja continuação para Justiça em Família.

Gostou deste material sobre o final de Justiça em Família? Pois confira também:
Sem Perdão | Filme de ação conquista a audiência da Netflix – Conheça os motivos!

Graduanda em Comunicação Organizacional na UTFPR, com experiência na área de Gestão de Pessoas e em Marketing Digital. Amante de filmes de ação com protagonização feminina e fã de café à meia-noite.

Deixe seu comentário

cinco × dois =