Entenda o final do Episódio 4 | Falcão e o Soldado Invernal

Na manhã desta sexta-feira (09), chegou ao catálogo do Disney Plus o episódio 4 da série Falcão e o Soldado Invernal, episódio que teve um final esperado, mas ainda assim bastante surpreendente.

Nós do Tech News Brasil já havíamos levantado a possibilidade de John Walker ter acesso ao Soro de Super Soldado e de como isso o afetaria, pois Walker não tem a mesma personalidade que Steve Rogers, o antigo Capitão América. E o personagem confirmou as duas hipóteses no episódio de hoje.

John Walker teve acesso ao Soro de Super Soldado

Graças à ajuda de Barão Zemo, que agora está foragido e sendo perseguido pelas guerreiras do Dora Milaje, como também já havíamos teorizado, Sam e Bucky conseguem chegar a Karli Morgenthau, líder do grupo terrorista Apátridas. Mas John Walker, o atual Capitão América, e Lemar Hoskins, seu parceiro, também chegaram.

Enquanto Sam Wilson tenta conversar pacificamente com Karli — algo que o verdadeiro Capitão América faria —, John Walker, impaciente, não vê a hora de entrar no prédio e resolver as coisas da única forma como ele, que tem um histórico militar, sabe: através da violência.

O problema para John Walker é que ele não é um Super Soldado como os Apátridas são — e como o Soldado Invernal e Steve Rogers também são. Então, quando tenta bater de frente com o grupo terrorista, ele sempre acaba perdendo. Como também perdeu no episódio de hoje para as guerreiras de Wakanda, que nem Super Soldadas são. O que o deixou bastante frustrado.

Em meio à perseguição aos Apátridas, Barão Zemo acaba roubando o protagonismo e atirando em Karli Morgenthau, que deixa cair os fracos contendo o Soro de Super Soldado. Zemo pega um deles na mão, como se fosse tomá-lo. Mas o objetivo do Barão era outro: destruí-lo e impedir que mais Super-Soldados apareçam. Afinal, o personagem não tem uma boa relação com eles.

Antes que Zemo pudesse destruir todos os frascos, John Walker aparece, nocauteia o vilão e guarda o último frasco para si. E a partir daí já estava implícito que, a qualquer momento, o novo Capitão América usaria o Soro em si mesmo, tornando-se um Super Soldado.

John Walker encontra o soro de super soldado
John Walker e a última dose do soro de super soldado (Imagem: Reprodução/Marvel/Disney+)

O efeito do Soro de Super Soldado em John Walker

Depois de ter obtido o Soro de Super Soldado, John Walker e Lemar Hoskins têm uma conversa muito interessante em um café. Falando sobre super-poderes, Hoskins afirma que “o poder só faz a pessoa ser mais o que ela é“.

Quem também tinha isso em mente era o Dr. Abraham Erskine, responsável pela primeira versão do Soro de Super Soldado. Quando ele escolheu Steve Rogers para usá-lo, ele o escolheu justamente por Rogers ser uma pessoa boa. Assim, quando tivesse contato com o poder, sua bondade seria potencializada.

John Walker, por outro lado, demonstrou desde o segundo episódio ser apenas um bom militar, e não uma boa pessoa. E era mais do que notório que, quando ele tivesse acesso ao poder, o poder potencializaria seu orgulho, sua soberba e sua impulsividade.

Na segunda vez em que Sam, Bucky, Lemar e John enfrentam os Apátridas no Episódio 4, John Walker já havia utilizado o Soro de Super Soldado. Sabemos disso porque a força do personagem aumentou consideravelmente, a ponto de ele conseguir entontar uma barra de ferro com as mãos e de cravar o escudo numa parede de concreto.

A cena final do Episódio 4 de Falcão e o Soldado Invernal

E tudo isso abre espaço para a cena final do Episódio 4 de Falcão e o Soldado Invernal. Em determinado momento, Karli Morgenthau ataca Lemar Hoskins e o joga contra um pilar de concreto. E isso é o suficiente para o personagem, ao que tudo indica, morrer.

A suposta morte de Lemar Hoskins é o suficiente para despertar uma fúria assassina em John Walker, que começa a perseguir um dos membros dos Apátridas, que era bem próximo a Karli.

Lemar Hoskins possivelmente morto
Lemar Hoskins possivelmente morto (Imagem: Reprodução/Marvel | DIsney+)

Numa cena bastante impactante, John Walker assassina o membro dos Apátridas em praça pública, com dezenas de pessoas filmando com seus smartphones, utilizando o escudo do Capitão América, que acaba manchado de sangue. E assim termina o Episódio 4.

John Walker com o escudo do Capitão América manchado de sangue
John Walker com o escudo do Capitão América manchado de sangue (Imagem: Reprodução/Marvel | DIsney+)

Que efeitos essa cena final pode causar?

O efeito mais óbvio é o seguinte: John Walker acabar se tornando o grande vilão de Falcão e o Soldado Invernal. Com tantas pessoas filmando, o vídeo provavelmente vai viraliza rápido. E isso será terrível para a reputação de John Walker como Capitão América.

O autógrafo que Walker deu a uma fã, na cena da conversa com Lemar Hoskins, pode ter sido o último de sua vida. A partir de agora, há grandes chances de o personagem não ser mais ovacionado em público, mas hostilizado. O que pode despertar ainda mais a sua fúria. E agora, sendo um Super Soldado, pode ser muito, mas muito difícil pará-lo.

John Walker atacando membro dos Apátridas
John Walker atacando membro dos Apátridas (Imagem: Reprodução/Marvel | Disney+)

Além disso, os Apátridas provavelmente passarão a receber mais apoio da população a partir de agora. Afinal, a atitude de Walker provou o ponto do grupo.

Essa pode ser a chance perfeita para Sam e Bucky confrontarem John Walker. O que, no final da série, pode abrir espaço para Sam enfim recuperar o escudo, que foi legado a ele por Steve Rogers, tornando-se, assim, o novo Capitão América.

Quer ficar por dentro de todas as novidades do mundo da tecnologia e do entretenimento? Pois nos siga no Twitter e tenha acesso em primeira mão a todas as postagens aqui do Tech News Brasil!

Todas as informações apresentadas nesta matéria foram retiradas dos episódios 1, 2, 3 e 4 de Falcão e o Soldado Invernal, série exclusiva do Disney Plus.

Alexandre Garcia Peres
Editor, redator e revisor da WebGo Content, graduado em Letras – Português/Inglês. Tem experiência com redação e revisão de textos para Web. Apaixonado por poesia, literatura, games, tecnologia e gatos.
FacebookLinkedin

Deixe seu comentário

oito + seis =