LoL: Wild Rift – Versão mobile de League of Legends já disponível no Brasil

O período de testes aberto de League of Legends: Wild Rift, a versão mobile de League of Legends, acaba de chegar aos servidores das Américas, inclusive ao Brasil, nesta segunda-feira (29).

Dessa forma, o jogo já está disponível para download gratuito nos dispositivos móveis Android e iOS. Para baixar, basta procurar o jogo nas lojas Google Play Store, Galaxy Store e Apple App Store.

Lembrando que, por se tratar de uma versão de testes aberta ao público, não é preciso passar por nenhum processo de seleção. Ou seja, tudo o que você precisa para jogar LoL Mobile agora é de uma conta na Riot Games e do jogo instalado em seu dispositivo.

Além disso, é bom se atentar aos requerimentos mínimos do jogo para ver se o seu celular vai conseguir rodar o jogo sem problemas.

Para dispositivos Android, você precisa ter no mínimo: 2 GB de RAM, um processador quad-core de 1.5 GHz, uma GPU Mali-T860 e o sistema operacional Android 5 ou superior.

Já para dispositivos iOs, você precisa ter no mínimo: 1 GB de RAM, processador Dual-core de 1.4 GHz (Apple A8 para cima), GPU PowerVR GX6450 e o sistema operacional iOS 10 ou superior.

Lembrando novamente que as configurações acima são o mínimo necessário para rodar o jogo. Ou seja, para conseguir performance e gráficos melhores, você vai precisar de dispositivos mais atuais, com melhores configurações.

League of Legends Wild Rift já está disponível!
(Imagem: Reprodução / Riot Games)

LoL: Wild Rift – Evento de lançamento aguarda  os novos jogadores

Para receber os novos jogadores, e recompensar aqueles que usaram VPNs para jogar antes da hora, a Riot preparou um grande evento para o lançamento de Wild Rift nas Américas.

O evento de boas vindas de Wild Rift vai conceder diversos campeões, ciscos azuis e recompensas dos eventos que rolaram nos servidores Asiáticos antes do lançamento nas Américas.

A intenção do evento é de não deixar os jogadores das Américas para trás em relação aos jogadores do restante do mundo. Lembrando que o jogo já estava disponível em diversos países da Ásia desde o ano passado.

Dessa forma, com o evento, os jogadores vão conseguir deixar suas contas bem equipadas com todos os seus campeões favoritos ainda nas primeiras semanas do jogo. Além disso, os jogadores não vão perder nenhuma recompensa exclusiva dos eventos asiáticos.

Além disso, se você já joga League of Legends no PC, a Riot preparou um sistema que vai recompensar os novos jogadores de Wild Rift de acordo com as horas e o dinheiro investidos anteriormente na versão de desktop.

Ou seja, se você já gastou milhares de horas (e reais) na versão de computador, a Riot vai te recompensar com diversos campeões e skins de graça para a versão mobile. Quanto mais tempo e dinheiro investidos, mais recompensas.

Wild Rift – Qual a diferença da versão de desktop para a versão mobile?

Apesar do jogo passar por algumas mudanças da versão de desktop para a versão mobile, o game continua quase o mesmo.

As diferenças são poucas e não mudam muito a experiência do jogo. De acordo com a Riot, a intenção de Wild Rift é a de oferecer a mesma emoção da versão de desktop em qualquer lugar.

Ou seja, coisas importantes como itens, feitiços de invocador, a selva e a mecânica dos personagens continuam presentes em Wild Rift.

Entretanto, ainda que poucas, algumas mudanças foram feitas. Por exemplo, a única diferença notável entre as duas versões é a duração das partidas, mas isso já era de se esperar para um jogo mobile.

Para diminuir o tempo de partida, o mapa do jogo sofreu algumas modificações. Agora, Summoner’s Rift se chama Wild Rift e, apesar de visualmente, os dois serem quase o mesmo mapa, a versão mobile do campo de batalha é bem menor.

Dessa forma, o tempo de jogo diminui consideravelmente, variando entre a média de 15 a 20 minutos por partida.

Além disso, alguns campeões sofreram algumas alterações em suas habilidades para adaptar a sua jogabilidade para as telas e diminuir o tempo de jogo.

Por exemplo, podemos citar a habilidade bola de fogo (Q) da campeã Annie: na versão mobile ela se tornou um skillshot (tiro de precisão), enquanto que, na versão para desktop, essa é uma habilidade de point and click (clicar e atirar).

É claro que a Annie não foi o único campeão que passou por alterações: outros campeões, como Ashe, Lee Sin, Lux e diversos outros, passaram por mudanças semelhantes.

Filas gigantescas para entrar no jogo

Era de se esperar que um jogo tão aguardado como Wild Rift iria gerar alguns problemas durante o lançamento. Logo no seu primeiro dia, o jogo já alcançou a marca de 10 milhões de downloads.

Logo nas primeiras horas, os servidores do jogo já estão lotados e a fila para entrar está quilométrica. Diversos usuários estão relatando filas com mais de 1 milhão de pessoas aguardando a chance de poder jogar “lolzinho” em seus smartphones.

Ou seja, se você não aguenta mais esperar e quer jogar Wild Rift ainda hoje, você provavelmente vai ter que enfrentar essa fila durante algumas longas horas. Além disso, é muito provável que ela continue durante as primeiras semanas após o lançamento.

De qualquer forma, a equipe do Tech News Brasil te aguarda nos campos de batalha do Wild Rift. Nos vemos por lá!

Quer ficar por dentro de todas as novidades do mundo da tecnologia e do entretenimento? Então nos siga no Twitter e não perca mais nenhuma postagem da equipe do Tech News Brasil!

Fonte: Dotaesports

Gestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.

Deixe seu comentário

dezessete − oito =