MPDFT abre inquérito para apurar vazamento de dados de brasileiros do Facebook

O MPDFT (Ministério Público do Distrito Federal) abriu ontem, segunda-feira dia 01 de outubro de 2018, inquérito civil público para investigar o suposto vazamento de dados pessoais de usuários brasileiros do Facebook.

A investigação tem como base a divulgação da própria rede social, na última sexta-feira, dia 28 de setembro de 2018, que em nota informou que a plataforma sofreu uma violação de segurança, nível global, que afetou 90 milhões de contas e expôs quase 50 milhões de contas.

De acordo com a Reuters, agência internacional de notícias, o MPDFT registrou em inquérito que a violação na plataforma do Facebook “permitiu ao(s) criminoso(s) apropriarem-se dos chamados ‘tokens’ de acesso, chaves que autorizam o acesso dos usuários às contas”. O MPDFT também afirmou que o ataque “pode ter permitido o acesso indevido a dados pessoais dos usuários como nome, sexo e cidade”.

O promotor de Justiça Frederico Meinberg Ceroy, coordenador da Comissão de Proteção dos Dados Pessoais do MPDFT, citou no despacho que o novo incidente de segurança aconteceu há menos de 10 dias do primeiro turno da eleição presidencial brasileira e ainda destacou  que a comissão já é responsável pela investigação da atuação da Cambridge Analytica no Brasil, empresa envolvida em escândalo anterior sobre utilização indevida de dados pessoais de usuários do Facebook.

O Facebook ainda não comentou sobre a abertura do inquérito.

Fonte: Reuters

Gestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.

Deixe seu comentário

onze − 8 =