Entendendo o final de ‘O Pai que Move Montanhas’, novo filme da Netflix

Assistiu a "O Pai Que Move Montanhas", novo filme de suspense da Netflix, e ficou sem entender o final? Pois confira as nossas considerações!

Recentemente, estreou no Brasil e no mundo O Pai Que Move Montanhas, mais novo filme de drama e suspense da Netflix. E apesar de ter um começo e um desenvolvimento até que bons, o final de O Pai Que Move Montanhas está tornando o filme um dos mais criticados do ano, fazendo até mesmo com que ele concorra pelo título de pior lançamento da Netflix de 2021 (e olha que há vários brigando pelo pódio, como Caça InvisívelAscensão do Cisne Negro, Céu Vermelho-Sangue e A Nuvem).

Nesta matéria do Tech News Brasil, você vai entender (ou ao menos tentar entender) o final de O Pai que Move Montanhas. Será que dá para salvar o filme, ou ele é realmente um caso perdido? Descubra a seguir!

O que acontece no final de O Pai Que Move Montanhas? (com spoilers)

Cena do filme O Pai Que Move Montanhas, com o protagonista nos gelados MOntes Bucegi (Imagem: Divulgação/Netflix)
Cena do filme O Pai Que Move Montanhas, com o protagonista nos gelados MOntes Bucegi (Imagem: Divulgação/Netflix)

Em O Pai que Move Montanhas, acompanhamos Mircea Jianu (Adrian Titieni), um ex-oficial de inteligência, com vínculos com o governo da Romênia, que está em busca de seu filho, Cosmin, que desapareceu nos Montes Bucegi, ao sul da cidade de Brasov, com sua namorada, Daniela.

Por estar no inverno e as montanhas estarem tomadas pela neve, as chances de sobrevivência dos dois, caso estejam presos em algum lugar, são muito baixas. Além disso, as condições climáticas também dificultam o trabalho das equipes de busca. Porém, Mircea resolve, juntando-se às equipes, se arriscar pelos montes, procurando pelo filho.

Em determinado momento do filme, uma outra garota desaparece nas montanhas, fazendo com que as equipes de buscam dividam a atenção entre o o casal e a garota. Mircea, porém, se recusa a ajudar a procurar a garota, focando seus esforços em encontrar Cosmin e Daniela (o que desagrada a comunidade local).

No fim das contas, a garota desaparecida é encontrada, mas Cosmin e Daniela não. Em determinado momento, uma das equipes até mesmo encontra os telefones dos dois soterrados na neve, o que levanta ainda mais a suspeita de que eles estejam mortos. Porém, Mircea recusa as sugestões de esperar até a primavera para resgatar os corpos e continua cavando, mesmo quando todos os demais já resolveram desistir de ajudá-lo, colocando até mesmo outras vidas em risco por conta das terríveis condições climáticas e do constante risco de desmoronamentos.

Muitos telespectadores certamente pensaram que, pela trama do filme e pelo título, Mircea finalmente encontraria Cosmin e Daniela, vivos ou mortos. Porém, isso não acontece, e o filme termina com o protagonista cavando incessantemente em meio à neve dos Montes Bucegi.

Você também pode gostar de ler:
Grande Tubarão Branco | Conheça o novo filme de terror da Netflix!

Entendendo o final de O Pai Que Move Montanhas

O final de O Pai Que Move Montanhas pegou muitos telespectadores de surpresa. Não por ter uma reviravolta de explodir a cabeça, e sim por terminar aparentemente sem conclusão. Não foram poucos os comentários de assinantes afirmando que se sentiram enganados por assistirem a um filme sem final. Porém, tudo depende do ponto de vista.

Pela construção da trama e por já estarem habituados a produções do gênero, muitos esperavam que o filme terminasse ou com Mircea encontrando Cosmin e Daniela vivos, ou com ele encontrando os dois mortos. Porém, O Pai Que Move Montanhas não fala apenas sobre um pai procurando pelo filho desaparecido: os temas centrais do filme são a obsessão, o sentimento de culpa e a determinação de Mircea.

Mircea foi um pai ausente, deixando os cuidados do filho exclusivamente com sua ex-mulher, Paula (Elena Purea), e sua ficha caiu apenas depois que Cosmin desapareceu nos Montes Bucegi. E é justamente pelo remorso e pelo sentimento de culpa que sente que ele está tão disposto a encontrar o filho, mesmo que para isso precise literalmente mover as montanhas de lugar, escavando compulsivamente a neve e tornando-se praticamente cego ao seu entorno, ignorando a dor alheia e colocando outras vidas em risco.

Jamais saberemos se Mircea encontrou ou não os corpos de Cosmin e Daniela (embora eventualmente isso fosse acontecer, provavelmente quando a primavera chegasse e a neve derretesse). Isso fica em segundo plano no filme, pois o foco maior é na personalidade de Mircea e em sua dificuldade de aceitar que, na vida, há coisas que nem o dinheiro e a influência nem a determinação ao extremo conseguem alcançar.

É verdade que Mircea não é um dos personagens mais agradáveis de se acompanhar. Ao longo do filme, ele age diversas vezes de forma impiedosa e rude. Porém, como ele mesmo sugere a outros personagens, apenas quem passou por algo parecido poderia entender suas ações desesperadas e muitas vezes pouco objetivas.

Tudo indica que o final foi bolado para propositalmente causar a reação que causou nos assinantes da Netflix. O filme O Pai Que Move Montanhas não entregou o final que o público imaginava, assim como Mircea não alcançou os resultados que esperava (encontrar o filho vivo ou ao menos ter a chance de desenterrar o corpo para um velório digno). Mas é a vida, e a vida tem dessas coisas…

Gostou dessa matéria sobre o final de O Pai Que Move Montanhas? Pois aproveite e confira também:
A Cozinheira de Castamar quase teve um final alternativo; confira aqui!

Editor, redator e revisor da WebGo Content, graduado em Letras – Português/Inglês. Tem experiência com redação e revisão de textos para Web. Apaixonado por poesia, literatura, games, tecnologia e gatos.
FacebookLinkedin

Deixe seu comentário