O que há de verdade em ‘Não Olhe Para Cima’, filme de sucesso da Netflix?

Assistiu ao filme 'Não Olhe Para Cima' e quer saber o que é verdade e o que é ficção na trama? Pois confira tudo nesta matéria!

O que há de verdade em 'Não Olhe Para Cima'

Um filme original da Netflix que está dando o que falar na internet, gerando debates, discussões e memes, é ‘Não Olhe Para Cima’, que estreou no catálogo da plataforma de streaming há quase uma semana, trazendo uma ótica pertinente sobre a atualidade.

Nesta matéria do Tech News Brasil, você entende o que há de verdade e o que é ficção em Não Olhe Para Cima. Se você assistiu ao filme e ficou essa curiosidade, então não deixe de continuar lendo.

O que é verdade e o que é ficção no filme Não Olhe Para Cima, título original da Netflix?

A trama de Não Olhe Para Cima, filme estrelado por Jennifer LawrenceLeonardo DiCaprio, acompanha dois pesquisadores científicos que, porventura, acabam descobrindo um cometa orbitando o sistema solar, o qual deverá atingir a Terra em breve. Faltando apenas 6 meses para o evento catastrófico, eles embarcam na difícil missão de alertar a humanidade sobre o fim do mundo. Embora utilizem a linguagem mais clara mais transmitir essa informação, todos parecem ignorar a gravidade da situação.

Contando com uma premissa altamente intrigante, o filme da Netflix tem sido bastante comentado nas redes sociais, sendo amplamente comparado com a realidade política, social e ambiental em que nos encontramos atualmente. Entre esses internautas que comentam sobre o filme está a própria comunidade científica, que está comentando o que é verdade e o que é ficção na história apresentada no filme da Netflix.

O primeiro fato esclarecido é que, caso houvesse um meteoro prestes a colidir com a Terra, é certeiro que a humanidade estaria ciente do evento, como é o caso do cometa gigante (descoberto em 2014 e denominado pela comunidade científica C/2014 UN271) que está a caminho do Sistema Solar, devendo chegar em 2031, quando terá sua maior aproximação do sol. Especialistas esclarecem que é improvável saber sobre um meteoro apenas seis meses antes de uma colisão com a Terra, como acontece no filme.

A NASA, inclusive, lançou a missão DART, em novembro deste ano. Essa missão, que equivale à mesma proposta apresentada em Não Olhe Para Cima, tem o objetivo de alterar a rota de um corpo celeste que possa vir em direção à Terra em algum momento, usando a energia cinética. Ou seja, caso algum dia o risco de colisão catastrófica entre um corpo celeste e o mundo que conhecemos, esse projeto da NASA tende a fazer com que haja um desvio de rota de modo de preservar o planeta.

Por outro lado, é verdadeiro o fato de que é preciso que um estudo, uma teoria e afins sejam verificados por vários estudiosos para que possam ter validade, conforme acontece no filme.

Outro fato esclarecido foi a possibilidade de explodir o cometa, conforme apresentada no filme, o que não seria uma boa ideia, tendo em vista que, ao invés de ser apenas um cometa caindo sobre a terra, seriam vários, já que o cometa seria dividido em outros pequenos pedaços. Desse modo, o problema não seria solucionado, muito pelo contrário.

Ao final de Não Olhe Para Cima, empresários importantes e figuras políticas chegam, depois de viajar por muito tempo em cápsulas de criogenia, a um planeta parecido com a Terra, que àquela altura já não existia mais. No entanto, cientistas afirmam que é impossível congelar pessoas (processo de que se vale a criogenia) durante milhares de anos. Estudos realizados nas décadas de 1970 e 1980 com animais comprovaram que isso é improvável. Ainda hoje, não existe tecnologia que possibilite isso.

Cientistas também comentam sobre o negacionismo científico, afirmando que o meteoro apresentado no filme, que poderia se comparar à pandemia do Covid-19 ou às mudanças climáticas que podem ser percebidas nos últimos tempos, está longe de ser real para algumas pessoas.

A respeito das questões sociais levantadas nos filmes, pode-se dizer que são baseadas em aspectos reais, uma vez que os políticos corruptos, empresários gananciosos, população alienada etc. existem também na vida real, infelizmente. Inclusive, houve muitas comparações entre os personagens fictícios e figuras públicas do mundo real.

Gostou de saber o que há de verdade em Não Olhe Para Cima? Pois confira também:
7 filmes da Netflix para renovar as esperanças nesta passagem de ano!

Graduanda em Comunicação Organizacional na UTFPR, com experiência na área de Gestão de Pessoas e em Marketing Digital. Amante de filmes de ação com protagonização feminina e fã de café à meia-noite.

Deixe seu comentário

vinte − um =