Pagamento pelo WhatsApp: Banco Central autoriza transferência pelo app

O Banco Central (BC), na última terça-feira (30), concedeu autorização para liberar a função de pagamento pelo WhatsApp. A implementação de transferências bancárias pelo app estava em análise junto ao órgão desde o ano passado.

Dessa forma, com a concessão da autorização, o aplicativo de mensagens pode ser usado para realizar transferências e pagamentos. As transferências podem ser feitas pelos usuários, sejam pessoas físicas ou empresas.

pagamento pelo WhatsApp
Pagamento pelo WhatsApp: Banco Central libera funcionalidade (Imagem: Divulgação / WhatsApp)

Banco Central autoriza pagamento pelo WhatsApp

Apesar de toda a demora, o Banco Central finalmente liberou a possibilidade de realizar pagamento pelo WhatsApp. Com a autorização, a empresa Facebook Pagamentos do Brasil foi aprovada para atuar como “iniciador de pagamentos”.

Da mesma forma, o órgão concedeu autorização para Visa e Mastercard para a criação de dois “arranjos de pagamento” abertos, tais como transferência, depósito ou pagamento pré-pago e doméstico.

Em suma, o WhatsApp fará parte do arranjo com as empresas, o que permitirá transferências pelo aplicativo de mensagens.

Assim, pelo modelo autorizado pelo Banco Central, o app de mensagens apenas iniciará as transações entre as contas dos usuários. Ou seja, o processo começa no app, mas termina nas instituições financeiras das quais o usuário é correntista.

E isso é feito por meio de uma credencial a ser usada no WhatsApp, além do número de cartão de débito ou pré-pago com bandeiras Visa ou MasterCard.

pagamentos-pelos-WhatsApp
Demonstrativo de como vai funcionar a novidade (Imagem: reprodução / WhatsApp)

WhatsApp ainda precisa liberar funcionalidade

Mas, para que o pagamento pelo WhatsApp possa ser feito, a funcionalidade ainda depende da liberação pelo próprio aplicativo.

Isto é, de acordo com o Banco Central, o início das operações via app de mensagens dependem da data em que a plataforma disponibilizar a funcionalidade. O app ainda vai definir também quais as tarifas cobradas pelas transações bancárias.

De acordo com o BC, a medida de aprovar o pagamento pelo WhatsApp pode auxiliar na redução de custos com transações financeiras. A possibilidade abre algumas perspectivas para que os usuários paguem menos na hora de usar serviços semelhantes.

Além disso, vale lembrar que a concessão para o WhatsApp não inclui pedidos feitos por outras empresas. A Visa e Mastercard, por exemplo, já se posicionaram por um arranjo de compra vinculados ao programa Facebook Pay.

Contudo, ambos os pedidos ainda seguem em análise pelo Banco Central, e não há perspectiva de quando serão finalizados.

Bancos que permitem pagamento pelo app

Mas em quais bancos é possível fazer pagamento pelo WhatsApp? Até o momento, para conseguir fazer e receber pagamentos no aplicativo de mensagens, o usuário precisa de uma conta em um dos seguintes bancos:

  • Banco de Brasil – bandeira Visa;
  • Nubank – bandeira Mastercard;
  • Sicredi – bandeira Mastercard e Visa
  • Woop – bandeira Visa.

Pagamento pelo WhatsApp: função débito e função crédito

Por fim, ainda vale lembrar que você pode realizar o pagamento pelo WhatsApp com duas funções diferentes: a de débito ou crédito. Contudo, é necessário cadastrar um cartão de crédito, débito, pré-pago ou múltiplo – com função crédito e débito.

Mas existem algumas limitações sobre o pagamento do app de mensagens. Por exemplo, as transferências bancárias entre pessoas físicas, como amigos e família, só podem ser feitas via cartão de crédito.

Por outro lado, as transferências e pagamentos para contas comerciais, aquelas cadastradas no WhatsApp Business, podem ser feitas tanto por débito quanto crédito.

Ainda é importante destacar que o recebimento de pagamento no WhatsApp não pode ser feito por usuários de contas convencionais. Ou seja, para receber por uma venda, você precisa de uma conta no WhatsApp Business.

Além disso, a função “Receber pagamento por vendas” deve estar disponível para que isso seja possível. O aplicativo pode bloquear as contas que desrespeitarem a regra.

 

Aproveite também para seguir o Tech News Brasil no Twitter. Lá você fica por dentro de todas as notícias e novidades do mundo da tecnologia e do entretenimento em primeira mão!

Redator da WebGo Content. Especialista em comunicação para internet, com experiência de 04 anos em SEO e Marketing Digital. Apaixonado por tecnologia, comunicação, música e games.
InstagramLinkedinTwitter

Deixe seu comentário

onze − nove =