PlayStation 5 – Sony confirma que não haverá suporte para a expansão de SSD

Com a chegada do PlayStation 5 as emoções e expectativas com relação, principalmente, à capacidade gráfica da nova geração de consoles aumenta cada vez mais. E isso depende inteiramente da qualidade e até da quantidade de hardware que será utilizado no console.

Uma das grandes vantagens da nova geração, entretanto, é a capacidade de velocidade de armazenamento que utiliza uma tecnologia recente que você já deve ter ouvido falar: SSDs. Esses espaços de armazenamento utilizam uma técnica de leitura e processamento de dados chamada de Driver de Estado Sólido ou Solid State Drive (SSD) que atinge velocidades muito maiores do que as convencionais Hard Drives (HD).

Mas o complicado dessa tecnologia é que, além de ser muito mais cara, pela quantidade de espaço que é possível comprar, existem variações de velocidade nos SSDs disponíveis atualmente no mercado que impossibilitam um upgrade no PS5 e isso simplesmente porque o console é rápido demais. Não só isso, mas principalmente.

Como funciona o armazenamento de jogos no PS5?

Como todo console ou computador, celular ou dispositivo que armazena arquivos de alguma forma, o PS5 possui uma capacidade de armazenamento definida quando for comprado. A grande vantagem do console é que esse espaço interno agora é todo composto por SSD o que faz com que seja muito mais rápido na hora de ler os dados dos jogos, se comparado a um HD convencional.

Essa mudança na forma de armazenar e ler os dados dentro do SSD permite ao console executar tempos de carregamento muito mais rápidos, impedindo que o jogador fique preso em telas de loading para aproveitar mais do jogo. Mas isso também quer dizer que, no total, o dono do PS5 terá uma redução considerável de espaço, pelo menos por enquanto.

Por que menos espaço?

Pelo preço e até pela condição física de espaço e temperatura da tecnologia dos SSDs não é tão viável ter TeraBytes de armazenamento como é o que acontece com discos rígidos. Sendo assim a ideia da Sony de utilizar os SSDs mais rápidos do universo para carregar os jogos prejudica os usuários que adoram tunar o console com mais peças.

Foi uma troca de quantidade por qualidade e seria uma ótima notícia, não fosse pelo fato de que o PS5, segundo confirmação feita ao site The Verge, não terá suporte para expansão de memória logo no lançamento. Isso porque os SSDs compatíveis com o console não existem no mercado ainda, sendo necessária a realização de testes de compatibilidade com os únicos disponíveis que atendem às exigências de espaço e velocidade.

Isso foi uma informação anunciada previamente pelo diretor de arquitetura de hardware da Sony, Mark Cerny, que em apresentação do console explicou os empecilhos com a nova tecnologia de armazenamento de jogos.

Haverá compatibilidade com upgrades de armazenamento?

A resposta simples é SIM, existem planos pela equipe da Sony em avaliar as questões de upgrade em armazenamento depois que todos os testes de compatibilidade com os chips que alcançam as velocidades de transferência necessárias forem feitos. A parte chata é que não sabemos quando essa opção chegará para os consumidores.

Em orientação do próprio Cerny o ideal é que a galera que pensa em comprar um SSD para aumentar a capacidade de armazenamento de jogos do PS5 espere um pouco. Ao menos até que a empresa consiga soltar uma lista com o hardware suportado. Até lá, nada de upgrade de espaço para os novos proprietários.

Mas mesmo com essa incerteza, é possível especular um pouco com relação aos testes de compatibilidade. Segundo Cerny também, praticamente todas as empresas que produzem os SSDs foram contatadas e, apesar de serem poucas as que possuem SSDs que atendam às exigências do PS5, as expectativas com relação a conseguir isso em algum momento do lançamento são altas.

Enquanto isso será preciso gerenciar com cuidado o espaço interno do seu PS5. Vindo de fábrica o console contará com aproximadamente 600Gb de armazenamento no SSD interno, o que é pouco se considerarmos o tamanho de alguns dos jogos já anunciados:

  • SackBoy: A Big Adventure: 32GB
  • Spider-Man: Miles Morales: 50GB
  • Spider-Man: Miles Morales Ultimate Launch Edition (includes Spider-Man Remastered): 105GB
  • Demon’s Souls: 66GB
  • Call of Duty: Black Ops Cold War: 133GB

Se você planeja comprar esses jogos já sabe, não se empolgue muito e mantenha sempre uma sobra caso apareça algum título incrível de última hora. Até lá, aguardamos para ver quais serão as novidades para atualizações e expansões de hardware.

Luiz Torrens
Jornalista, Roteirista e principalmente criador de histórias. Apaixonado por games e tecnologia.

Deixe seu comentário