Entendendo o final de Ponto Cego, série da Netflix (com spoilers!)

Terminou de assistir à série Ponto Cego na Netflix e ficou confuso(a) em relação ao final? Pode ficar tranquilo(a) que nós te explicamos!

Terminou de assistir à série Ponto Cego, série da NCB disponível na Netflix, e ficou confuso(a) em relação ao final? Quer saber se Jane realmente morreu na Times Square ao desarmar a bomba ZIP ou se ela na verdade sobreviveu e viveu feliz ao lado de Weller?

Se a resposta for “sim”, continue lendo esta matéria do Tech News Brasil e descubra de uma vez por todos o que realmente aconteceu no final de Ponto Cego!

O que acontece no final de Ponto Cego?

Entendendo o final de Ponto Cego, série da NBC disponível na Netflix (Imagem: Divulgação/NBC)
Entendendo o final de Ponto Cego, série da NBC disponível na Netflix (Imagem: Divulgação/NBC)

O grande problema envolvendo o fim de Ponto Cego é que ele entrega dois possíveis finais: um feliz e outro bastante trágico.

No primeiro final, depois que Jane (Jaimie Alexander) e Weller (Sullivan Stapleton) desarmam a bomba ZIP na Times Square, vemos os dois tendo um final feliz. O que nos leva a crer que Jane conseguiu resistir tempo o suficiente para receber um tratamento contra a toxina. Juntos, os dois formam família e recebem todos para um jantar: Patterson (Ashley Johnson), Rich (Ennis Esmer), Zapata (Audrey Esparza) etc. Porém, Jane acaba desconfiando que tudo aquilo estava perfeito demais para ser verdade.

É aí que os telespectadores são levados para o segundo final, que é bastante trágico. Através de um flashback, voltamos para a cena em que ela está desarmando a bomba na Times Square. Depois de um beijo entre ela e Weller — e depois de a bomba estar finalmente desarmada —, Jane cai no chão devido ao efeito do ZIP em seu corpo. Mesmo com uma equipe de paramédicos chegando ao local para tentar reanimá-la, não tem mais jeito: Jane é dada como morta.

Você também pode gostar de ler:
A Nuvem | Por que o filme está dividindo opiniões entre a audiência da Netflix?

Qual é o final verdadeiro de Ponto Cego?

Muitos fãs interpretaram o final de Ponto Cego da seguinte maneira: com o primeiro (o final feliz) sendo uma mera alucinação/fantasia de Jane, que estava já sob os efeitos do gás tóxico, e com o segundo (o trágico) sendo o verdadeiro desfecho da personagem.

Essa interpretação faz bastante sentido. O primeiro pode ser interpretado como o final que a personagem merecia ter e com o qual provavelmente ela sonhou por bastante tempo: levar uma vida feliz ao lado de seu amor, Weller, formando família com ele e mantendo os amigos próximos. E esse é também o final que muitos fãs esperavam.

Porém, a realidade é geralmente bem mais dura e não dá espaço para finais de “e viveram felizes para sempre” como esse. E é aí que surge o final mais trágico — e mais realista —, o final em que a personagem sucumbe pelo contato ao gás tóxico e acaba morrendo na Times Square.

O oposto também pode ser interpretado: com o primeiro final sendo o verdadeiro e com o segundo sendo uma mera hipótese que a personagem criou (do que poderia ter realmente acontecido) por estar incrédula com o desfecho feliz que teve.

Essa ambiguidade envolvendo o final de Ponto Cego desagradou muitos fãs, que esperavam algo mais concreto e fácil de compreender. Depois da repercussão que o fim da série teve nas redes sociais, o criador da série, Martin Gero, fez a seguinte declaração sobre o final em uma entrevista ao TV Guide (tradução de Tech News Brasil):

Cabe a você escolher [qual final vai tomar como o verdadeiro]. Tipo, eu acho que está bastante óbvio. Mas o mais incrível sobre o final é que ele é feito para ser como um teste de Rorschach. Tem sido incrível [acompanhar a repercussão]. Tipo, metade das pessoas realmente acredita em ‘oh, ela morreu na Time Square’, enquanto a outra metade pensa ‘Oh, aquilo é apenas uma memória ou apenas uma fantasia que ela está criando em sua própria mente’.

O tal Teste de Rorschach, também conhecido popularmente como “teste do borrão de tinta”, é uma técnica de avaliação psicológica em que o psicanalista mostra uma imagem para o paciente e pergunta o que ele está vendo nela. A imagem é construída para propositalmente favorecer mais de uma interpretação. Assim como o final de Ponto Cego, que abre espaço para duas interpretações que, segundo o criador, são igualmente válidas: a de que Jane morreu na Times Square e a de que ela sobreviveu ao desarmamento da bomba e viveu feliz ao lado de Weller.

Gostou dessa matéria sobre o final de Ponto Cego na Netflix? Pois aproveite a confira também:
The Chair estreia na Netflix amanhã! – Contamos todos os detalhes (sem spoilers)

Fonte:TV Guide

Editor, redator e revisor da WebGo Content, graduado em Letras – Português/Inglês. Tem experiência com redação e revisão de textos para Web. Apaixonado por poesia, literatura, games, tecnologia e gatos.
FacebookLinkedin

Deixe seu comentário

10 − três =