Resumo completo do episódio 5 | Falcão e o Soldado Invernal

Nesta sexta-feira (16), chegou ao Disney Plus o episódio 5 da série Falcão e o Soldado Invernal, o penúltimo episódio da primeira (e aparentemente única) temporada. E, como já é tradição, nós, do Tech News Brasil, preparamos um resumo completo do Episódio 5 de Falcão e o Soldado Invernal para você relembrar e entender melhor as principais cenas!

Embora não tenha sido um episódio super pesado como o produtor da série, Nate Moore, prometeu, ele sem dúvida foi um dos melhores até agora, com ao menos uma cena de ação bastante empolgante: a tão esperada luta de Sam Wilson e Bucky Barnes contra John Walker.

Sem mais delongas, confira a seguir um resumo completo do episódio 5 de Falcão e o Soldado Invernal!

“Você deve me entregar o escudo”

Já na primeira cena do episódio 5 vemos o desfecho da cena final do episódio 4, na qual John Walker assassinou um Apátrida em praça-pública. Vemos Walker correndo da “cena do crime”, em direção a um barracão, e lembrando de conversas que teve com seu parceiro, Lemar Hoskins. Nesse instante, vemos John se lamentando pelo que fez — e talvez até mesmo de ter aceitado o manto de Capitão América.

Entretanto, o período de lamentação dura pouco. Logo ele se levanta e, como todo bom soldado, se mostra disposto a simplesmente seguir adiante, pois é “hora de trabalhar”. É neste instante que Sam Wilson e Bucky Barnes chegam e dão início à tão aguardada cena de confronto.

Escudo do Capitão América manchado de sangue
Escudo do Capitão América manchado de sangue (Imagem: Reprodução/Marvel Studios | Disney Plus)

Primeiramente, Sam Wilson faz um discurso até que conciliatório, sugerindo a Walker assumir seus erros, explicar que o que fez foi no calor do momento e que talvez isso ajudasse a reconstruir sua imagem. Entretanto, logo em seguida Sam pede o escudo a Walker, o que desperta novamente a fúria do novo Capitão América.

Temos então a conversa que já havíamos visto no trailer e no comercial que o Marvel Studios divulgou há alguns dias: Walker afirmando que os dois “não querem realmente fazer isso” (se colocar no caminho dele), com Bucky prontamente respondendo: “sim, nós queremos”.

“Eu sou o Capitão América”

E isso é o estopim para uma cena de ação frenética, com Sam e Bucky tentando derrotar John Walker e tirar o escudo das mãos dele. Finalmente vemos Sam usando mais suas asas em combate — mas estas acabam sendo quebradas pelo Capitão.

Em dado momento da luta, John Walker imobiliza Sam e grita: “eu sou o Capitão América”, com um olhar perturbador. Essa é a prova cabal de que Walker realmente deixou o poder subir à cabeça e que já não é mais o mesmo cara bonzinho que os primeiros episódios deram a entender.

John Walker, alucinado, dizendo "Eu sou o Capitão América"
John Walker, alucinado, dizendo “Eu sou o Capitão América” (Imagem: Reprodução/Marvel Studios | Disney+)

No final, entretanto, a dupla de heróis acaba derrotando John Walker. Para isso, Sam e Bucky precisaram trabalhar juntos, fazendo até mesmo movimentos coordenados. No final da luta, Walker cai enfim derrotado e Bucky entrega o escudo de Capitão América (ainda manchado de sangue) a Sam Wilson.

Joaquín Torres volta a aparecer na série

Logo em seguida, vemos que a polícia está fazendo operações para encontrar Karli Morgenthau, líder dos Apátridas, mas que não está tendo muito sucesso. A cena de fechamento do Instituto futuramente desencadeia outra cena: uma em que Karli, com outros membros dos Apátridas, demonstra estar disposta a continuar perseguindo seus objetivos.

Depois que Sam afirma que agora vai ser muito difícil encontrá-la, Bucky Barnes, em silêncio, se separa de Sam. E é aí que outro personagem, já apresentado anteriormente na série, volta a aparecer: o tenente Joaquín Torres, interpretado por Danny Ramirez. Nos quadrinhos, o personagem acaba se tornando parceiro de Sam Wilson e ganha o manto de Falcão.

Na série, por enquanto, apenas vemos o tenente comentar com Wilson a respeito de Karli, que atualmente está desaparecida. Mas, em dado momento, vemos o personagem interessado nas asas de Falcão, que estão quebradas. Será uma pista de que Joaquín Torres pode, futuramente, acabar herdando o título de Falcão?

Sam Wilson e Joaquín Torres
Sam Wilson e Joaquín Torres (Imagem: Reprodução/Marvel Studios | Disney Plus)

É o que realmente parece que vai acontecer. Depois da conversa, Sam Wilson sai andando com o escudo de Capitão América. Quando Joaquin Torres chama a atenção de Wilson, dizendo que ele esqueceu suas asas, Sam responde: “pode ficar [com elas]”.

John Walker destituído do título de Capitão América

A cena seguinte mostra John Walker sendo julgado pelas suas ações pelo governo, que determina que o personagem não pode mais atuar como representante do governo dos EUA e do Exército.

É interessante que, antes da cena de julgamento, vemos Walker sendo recebido pelo público aos gritos — não mais gritos de júbilo e de admiração, mas de protesto pelo que o personagem fez enquanto usava o manto de Capitão América.

No julgamento, John é claramente destituído do título de Capitão América. Walker até tenta apelar, mas o júri se mantém firme na decisão, dizendo que é apenas pelo histórico militar de sucesso dele que ele não vai sofrer punições mais severas.

John Walker sendo julgado pelas suas ações
John Walker sendo julgado pelas suas ações como Capitão América (Imagem: Reprodução/Marvel Studios | Disney Plus)

Quando John Walker vê que não tem mais jeito, ele uma vez mais perde a calma, começa a bater no palanque e levanta o tom de voz, dizendo que passou a vida inteira seguindo as ordens do governo, e que tudo o que fez foi a mando do próprio governo.

Antes de sair andando, Walker reforça que foi o governo o responsável por sua criação, e que ele ainda é o Capitão América. O que dá indícios do que o personagem pode fazer em seguida: ignorar as ordens de seus superiores e não abrir mão tão facilmente do posto.

Enquanto a esposa de Walker tenta consolá-lo, uma nova personagem aparece: Condessa Valentina Allegra de Fontaine, a Val. Ela “passa pano” para o que Walker fez, dizendo que faria igual e que “os engravatados” só pensam na parte financeira da coisa. E que, por ter usado o Soro de Super Soldado (no episódio 4), Walker se tornou valioso.

A Condessa Valentina Allegra de Fontaine conversando com John Walker
A Condessa Valentina Allegra de Fontaine conversando com John Walker (Imagem: Reprodução/Marvel Studios | Disney+)

Barão Zemo volta a Sokovia

Depois de uma breve cena com os Apátridas reforçando seus ideais, vemos o que finalmente aconteceu com Barão Zemo: ele voltou para Sokovia. E Bucky foi atrás dele.

Barão Zemo em Sokovia
Barão Zemo em Sokovia (Imagem: Reproduçao/Marvel Studios | Disney+)

Quando Barnes confronta Zemo com uma arma, o Barão afirma que o Soldado Invernal foi programado justamente para matar, e que é para ele fazer o que tem que ser feito. Barnes então aponta a arma para o rosto de Zemo e chega a puxar o gatilho, para a surpresa do Barão. Mas apenas para dar um susto nele, pois a arma estava sem balas. Ele apenas ganhou tempo para que as guerreiras de Wakanda chegassem e o prendessem.

Sam Wilson e Isaiah Bradley

Enquanto isso, Sam WIlson volta para Baltimore a fim de encontrar Isaiah Bradley, o primeiro Capitão América negro da história, a fim de pedir conselhos. Bradley reforça o discurso de como o governo americano o traiu, apagando ele da história após usá-lo, e de como ele foi vítima de preconceito racial.

Além disso, ele revela mais detalhes sobre o experimento que o governo fez com soldados negros aplicando diferentes doses do Soro de Super Soldado, sem revelar o verdadeiro propósito.

Do grupo, apenas Isaiah Bradley sobreviveu, e passou a ser vítima de ainda mais experimentos. Afinal, o governo queria saber por que o soro funcionou nele. Bradley só conseguiu escapar após uma enfermeira, com pena da situação dele, forjou sua morte.

Isaiah Bradley contando sua história
Isaiah Bradley contando sua história (Imagem: Reprodução/Marvel Studios | Disney Plus)

Quando Wilson sugere que Bradley conte sua história para alguém, pois os tempos de hoje supostamente são diferentes, Isaiah diz uma frase bastante impactante: “nunca vão deixar um homem negro ser o Capitão América. E mesmo que deixem, nenhum negro que se respeite aceitaria ser”.

Essa conversa certamente terá impacto na forma como Sam Wilson vai ver o governo e o exército americano a partir de agora, e também influenciará sua decisão de aceitar ou não o manto de Capitão América, legado a ele por Steve Rogers. Tanto é que, depois que sai da casa de Bradley, WIlson volta para casa, a fim de ver sua família e seus antigos amigos.

Sam e Bucky consertando o barco — e tendo conversas importantes

Depois de tantas sentas pesadas no episódio 4 e no começo do 5, vemos uma cena um pouco mais descontraída: o conserto do barco de Sam. Até Bucky aparece para ajudar (trazendo uma caixa misteriosa de Wakanda), chegando até mesmo a flertar levemente com Sarah, irmã de Sam.

Enquanto consertam o barco, Sam e Bucky trocam algumas informações sobre o plano de encontrar e deter Karli e os Apátridas. E, depois de algumas cenas, vemos Sam treinando com o escudo do Capitão América. Nessa cena, Bucky pede desculpa a Sam por forçá-lo a aceitar o manto sem refletir antes sobre, pois não considerava na época como seria difícil para um homem negro aceitar essa função.

Sam WIlson e BUcky Barnes passando um tempo juntos
Sam WIlson e BUcky Barnes passando um tempo juntos (Imagem: Reprodução/Marvel Studios | Disney+)

Nessa cena, Bucky também admite a Sam que ainda tem pesadelos sobre o seu passado. E que isso pode significar que uma parte do Soldado Invernal ainda reside nele, mesmo após o tratamento que ele fez em Wakanda.

Todos esses momentos juntos são fundamentais para a reaproximação dos dois — e para o fortalecimento de seus laços. A partir desse episódio, possivelmente veremos a dupla de heróis mais próxima e sincronizada.

Nas últimas cenas do episódio, vemos Sam Wilson treinando duro com o escudo do Capitão América, o que pode significar que ele finalmente aceitará o título, mesmo após a conversa com Isaiah Bradley.

Sharon Carter está trabalhando com os Apátridas?

Uma cena dos Apátridas no final do episódio 5 parece sugerir que Sharon Carter está trabalhando com o grupo terrorista, reforçando uma teoria sobre a qual já comentamos anteriormente aqui no site.

Isso porque, em determinado momento do episódio, vemos Sharon falando ao telefone e prometendo “mais um carregamento”. Do outro lado da linha, ouvimos uma pessoa falando francês.

Já no final do episódio, vemos os Apátridas recebendo uma maleta com armas. Ela é entregue justamente através de um francês (que revela que seu único objetivo é o de matar o Falcão). Além disso, a curta participação de Sharon também levanta ainda mais suspeitas de que ela possa ser o rosto por trás do Mercador do Poder.

Também vemos que os Apátridas estão muito mais organizados agora — e que finalmente parecem ter aceitado a alcunha de “terroristas”. Fora, é claro, o fato de que finalmente chegaram aos Estados Unidos da América, onde passarão a atuar de maneira mais incisiva.

Cena final do episódio 5

Finalizando o resumo do episódio 5 de Falcão e o Soldado Invernal, nas últimas cenas do episódio vemos Sam Wilson enfim abrindo a caixa de Wakanda que Bucky Barnes levou para ele. Mas falaremos dela, com muito mais detalhes, em outra matéria que publicaremos em breve aqui no Tech News Brasil!

Além disso, há uma cena pós-credito. Nela, vemos John Walker criando um escudo para si mesmo. Será que o personagem enfim assumirá o título de Agente Americano?

 

E aí, gostou desse nosso resumo do Episódio 5 de Falcão e o Soldado Invernal? Quer ficar por dentro de todas as novidades do mundo da tecnologia e do entretenimento? Pois nos siga no Twitter e tenha acesso em primeira mão a todas as postagens aqui do Tech News Brasil!

Todas as informações apresentadas nesta matéria foram retiradas dos episódios 1, 2, 3, 4 e 5 de Falcão e o Soldado Invernal, série exclusiva do Disney Plus.

Editor, redator e revisor da WebGo Content, graduado em Letras – Português/Inglês. Tem experiência com redação e revisão de textos para Web. Apaixonado por poesia, literatura, games, tecnologia e gatos.
FacebookLinkedin

Deixe seu comentário

4 × dois =