Como será o futuro de Sam Wilson como Capitão América? | Falcão e o Soldado Invernal

O final de Falcão e o Soldado Invernal está cada dia mais próximo de acontecer (faltam apenas mais dois episódios). E, com isso, a trama da série vem provando a cada episódio que o homem mais apto para assumir o manto de Steve Rogers é o próprio Sam Wilson.

O que não é nenhuma surpresa, afinal, ele foi escolhido pessoalmente pelo próprio Capitão América para ser o novo defensor do título. Entretanto, sabemos que Sam ainda tem muitas dúvidas se suas habilidades (e, acima de tudo, seu caráter) estão à altura das expectativas que o cargo de Steve Rogers requer.

Logo no primeiro episódio da série, vemos que as inseguranças de Sam o levou a dar o escudo de Vibranium para o governo dos Estados Unidos. O que, é claro, acabou resultando em um grande problema, já que o escudo acabou parando em mãos erradas.

Entretanto, com o desenrolar da série, vemos que Sam já começou a se arrepender de sua decisão. Ainda mais depois do final do quarto episódio, quando John Walker usou o escudo do Capitão América para matar um homem em praça pública.

John Walker com o escudo ensanguentado após matar o apátrida
John Walker segurando o escudo ensanguentado (Imagem:Reprodução/Marvel/Disney+)

Dessa forma, é lógico pensar que, apesar de Sam não acreditar que ele esteja pronto para assumir o legado de Steve, ele com certeza tem o dever de protegê-lo das ações impulsivas e violentas do atual Capitão América.

Mas será que Sam Wilson realmente vai assumir o título de Capitão América após a queda inevitável de John Walker? O que aconteceu durante a série que pode ter feito ele mudar de ideia?

Lembrando que estamos tratando apenas de teorias nesse artigo, que podem ou não se tornar a história final do MCU.

Sam Wilson, agora, tem seus motivos para se tornar o novo Capitão América

Bom, como já sabemos, Sam Wilson abriu mão do escudo, pois ele tinha certeza de que nunca poderia preencher o vazio que Steve Rogers deixou. Afinal, Steve era, talvez, o herói mais bondoso e respeitado de todo o MCU (Marvel Cinematic Universe).

Entretanto, diversos eventos importantes aconteceram durante o desenrolar de Falcão e o Soldado Invernal que podem ter feito Sam mudar de ideia.

Por exemplo, durante o segundo episódio, Sam Wilson se encontra com Isaiah Bradley, o primeiro sucessor do posto de Capitão América após o desaparecimento de Steve no final de Capitão América: O Primeiro Vingador.

Entretanto, ao contrário de Steve, todos os feitos heroicos de Isaiah Bradley foram apagados da história. Isso porque, na década de 1950 (época em que Isaiah serviu ao exército), o racismo nos Estado Unidos estava mais forte do que nunca.

Ou seja, apesar de ter sido um grande herói, o governo apagou Isaiah Bradley da história apenas por ele ser negro. Além disso, mesmo servindo fielmente ao seu país, Isaiah passou décadas na prisão, sofrendo diariamente com diversos experimentos científicos, todos contra a sua vontade.

É claro que Sam ficou furioso ao saber da existência do primeiro Capitão América negro da história e das injustiças que ele sofreu. Ainda mais quando ele descobre que nem mesmo Steve Rogers sabia sobre Isaiah. O que prova o quão longe o governo estava disposto a ir para apagar esse homem da história.

Ou seja, agora, além de Sam Wilson querer assumir o título para evitar que o escudo caia nas mãos de outro psicopata como John Walker, ele também sente que isso pode ajudar a pagar uma grande dívida histórica.

Dessa forma, Sam Wilson pode usar o título de Capitão América para corrigir as injustiças que Isaiah Bradley sofreu expondo os crimes do governo.

Sam Wilson pode ser o novo Capitão América, mas não vai usar o escudo

Sam Wilson em "Falcão e o Soldado Invernal"
Sam Wilson em “Falcão e o Soldado Invernal”

Bom, até então está bem claro que, além de Sam Wilson ser o homem mais apto para assumir o posto de Capitão América, ele agora também tem seus motivos.

Entretanto, ele pode ter uma abordagem bem diferente na hora de agir como Capitão América. Isso porque é muito provável que Sam Wilson deixe o escudo de lado para reinventar o significado do que é ser o Capitão América.

Primeiramente, durante o desenrolar da série, Sam já deixou bem claro que o escudo é apenas uma ferramenta. Ou seja, o que dá o significado ao título de Capitão América não é o escudo em si, mas o homem que o carrega.

Afinal, Steve usava o escudo para trazer segurança e liberdade para o povo. Já John Walker está tratando o escudo como se fosse uma arma, usando-o para matar ao invés de proteger.

Ou seja, atualmente, após a aposentadoria de Steve e as ações inconsequentes de John Walker, tanto o título de Capitão América quanto o seu escudo são vistos pelo mundo todo como símbolos do passado, que devem ser superados e esquecidos. Principalmente agora, depois que o escudo foi usado publicamente para matar.

Além disso, o escudo virou um símbolo de injustiça e opressão. Principalmente agora que, além de o escudo estar manchado de sangue, ele também representa um governo que cometeu as mais perversas injustiças com Isaiah Bradley.

Um novo Capitão América, com novos ideais

Falcão e o Soldado Invernal
(Imagem: Reprodução/Marvel/Disney+)

Dessa forma, se Sam Wilson realmente assumir o posto de Capitão América no final da série, ele com certeza não vai querer simplesmente continuar o legado de Steve Rogers, mas sim criar um novo.

Para isso, é fundamental deixar para trás o escudo, já que ele representa, principalmente, um mundo e um ideal que não existe mais.

Além disso, após o “Blip”, o mundo ficou extremamente frágil e dividido. Já que milhões de pessoas, supostamente mortas, voltaram após o estalo reverso, sem ter uma nação para chamar de sua.

Ou seja, agora, mais do que nunca, o mundo do MCU precisa de um símbolo de esperança para se reunir e lutar pelo amanhã. E, com certeza, a última coisa que os refugiados do Blip precisam é de um herói que representa uma nação que até agora pouco fez para ajudá-los.

Dessa forma, Sam Wilson pode transformar o título de Capitão América em um  símbolo não somente americano, mas sim um símbolo de paz mundial. Usando sua influência como herói do povo para ajudar unir todos os povos e a corrigir as injustiças do passado.

Além disso, Sam já deixou bem claro que não pretende se tornar um super soldado. Ou seja, ele assumiria o título como um homem comum, sem super poderes.

O que acaba fazendo de Sam Wilson um herói muito mais realista para o povo seguir os seus exemplos. Ao contrário de Steve, que, apesar de ser um excelente homem, seus feitos eram inalcançáveis por quase todos graças às suas habilidades sobre-humanas.

Tech News

Mas, e ai? acha que Sam Wilson realmente vai deixar de lado o escudo de Vibranium quando (e se) ele se tornar o Capitão América? Pois conta para a gente o que você achou da teoria ai nos comentários!

Quer ficar por dentro de todas as novidades do mundo da tecnologia e do entretenimento? Então nos siga no Twitter e não perca mais nenhuma postagem da equipe do Tech News Brasil!

Todas as informações desse artigo foram retiradas da série Falcão e o Soldado Invernal, exclusiva da plataforma Disney Plus e do site ScreenRant.

Avatar
Redator da WebGo Content. Apaixonado por livros, jogos online, One Piece e cães.

Deixe seu comentário

um × 4 =