Sandman: 5 coisas que você precisa saber antes da adaptação da Netflix

A adaptação de "Sandman" para a Netflix está quase chegando e aqui estão algumas coisas interessantes para saber enquanto espera.

Essa semana a Netflix apresentou mais algumas informações sobre a sua adaptação de Sandman, incluindo a tão aguardada data de estreia da série que foi cravada em 5 de agosto desse ano.

Novidades no elenco e uma novo teaser com cenas inéditas também foram divulgados, e se você quiser, poder ver tudo isso aqui.

Com menos de dois meses para o lançamento dessa adaptação que por mais de 30 anos foi o sonho de consumo de todo fã de quadrinho, ainda não é todo mundo que sabe qual o verdadeiro apelo de Sandman. Dessa forma, nesse artigo a gente explica 5 coisas interessantes para se saber sobre essa obra antes do live-action estar disponível. Confira!

5 – É a história sobre uma família de “entidades”

sandman-os-perpetuos
A “Morte” nas HQs de Sandman

A essa altura é possível que você já saiba que tanto os quadrinhos quanto a série da Netflix tem no centro um ser chamado Morpheus/Sonho, que acaba sendo o protagonista. Porém, de forma mais ampla, os arcos de Sandman tratam de toda a família desse personagem, entidades que assim como ele são conhecidos como Perpétuos.

Os Perpétuos são seres existentes desde o início dos tempos que personificam e controlam as sete principais forças universais. Eternos, eles se consideram irmãos e são conhecidos como Destino, Morte, Sonho, Desespero, Desejo, Delírio Destruição.

4 – Foi precursor do selo Vertigo da DC Comics

Até 1980, eram raras as publicações de HQs que não fossem direcionadas para crianças ou famílias, e isso acabava limitando a criação de histórias com temáticas mais maduras.

Assim, quando Neil Gaiman escreveu Sandman, com toda sua filosofia existencial e passagens complexas, a DC sabia que tinha um material único em mãos, mas não podia lançá-lo para o mesmo público de sempre. Dessa forma nasceu a Vertigo, selo da editora que indicava que tal obra era direcionada apenas ao público adulto.

3 – É uma história pesada

Personagem “Rachel” no arco de Prelúdios e Noturnos (Imagem: DC/Sandman)

Há realmente motivos para Sandman não ser uma história para crianças, e isso vai muito além de seus devaneios complexos sobre existência e universo.

A verdade é que essa obra não tem medo de expor o lado podre dos seres vivos e é repleta de violência e abusos, com cenas e diálogos que podem ser perturbadores e pessoas boas que nem sempre conseguem ser salvas.

É como se a obra funcionasse como um espelho sobre um submundo cruel que existe, mas preferimos não pensar muito sobre. Se a Netflix conseguir realmente trazer isso para a tela, a série tem tudo para ser uma das melhores adaptações de quadrinhos já feitas.

2 – Tom Ellis não vivera o Lúcifer em Sandman

Talvez você saiba que a série Lúcifer, com Tom Ellis no papel principal, surgiu como uma vaga inspiração no personagem Lúcifer de Sandman. Sendo assim, muitas pessoas passaram questionar se o ator retornaria ao papel na adaptação dos quadrinhos.

A resposta dada pelo próprio Neil Gaiman é não.

Nas palavras do próprio autor, apesar de a série do “diabo” ser inspirada em seu personagem, a verdade é que ela se afastou completamente da ideia do Lúcifer dos quadrinhos, dando ao personagem de Ellis um tom cômico e um arco totalmente diferente.

Dessa forma, não faria sentido associar as duas produções, e o papel do Senhor do Inferno foi entregue a atriz Gwendoline Christie.

Apesar disso, Gaiman deixou claro que considera Tom Ellis adorável.

1 – A HQ e a série se passam em tempos diferentes

sandman-5-coisas-que-voce-precisa-saber-antes-da-adaptacao-da-netflix

Nas HQs de Sandman as histórias do presente são ambientadas entre os anos 80 e os anos 90, que é quando os quadrinhos foram lançados. Isso é deixado claro até mesmo na caracterização dos personagens que assumem roupas, cabelos e estilos próprios da época.

Uma curiosidade é que a caracterização de Sonho/Morpheus das revistas foi inspirada no visual do músico Robert Smith, vocalista da banda The Cure.

Pois bem, considerando que a história sempre seguiu seu tempo presente, a adaptação para a série também vai se passar na atualidade, ou seja, a partir de 2022. Dessa forma, estilos dos personagens também foram atualizados (ainda que a vibe meio gótica permaneça, como já vimos nos trailers).

Para tanto, até mesmo o tempo de Sonho recluso no início da história foi alterado de 70 para mais de 100 anos.

CONFIRA Também:

Sandman: Atualizações sobre a adaptação da Netflix

E então, contando os dias para a estreia de Sandman em 5 de agosto desse ano? Conta para a gente quais as suas expectativas para a série.

Formada em Marketing e pós graduanda do curso de Língua Portuguesa e Literatura. Trabalha na área de comunicação como Criadora de Conteúdo além de fazer trabalhos de atuação e locução para materiais em vídeo. Pseudo-cinéfila e apaixonada por todo universo Geek.

Deixe seu comentário