Sequestro em Cleveland: filme da Netflix mostra em detalhes um dos sequestros mais famosos dos EUA

O filme "Sequestro em Cleveland" é um dos destaques da Netflix essa semana e nesse texto a gente te conta detalhes e se vale a pena ver.

Produções baseadas em história real tem sempre uma grande repercussão na Netflix e o filme Sequestro em Cleveland é um dos exemplos mais recentes disso.

Baseado em um dos casos de sequestro mais chocantes dos Estados Unidos, o filme é dirigido por Alex Kalymnios e foi lançado originalmente em 2015 nos cinemas de todo o mundo.

Com menos de uma hora e meia de duração, o filme está no top 10 de produções mais assistidas da Netflix essa semana.

Confira a seguir mais detalhes sobre o longa e se realmente vale a pena assistir.

Sobre Sequestro em Cleveland

sequestro-em-cleveland-filme-da-netflix-mostra-em-detalhes-um-dos-sequestros-mais-famosos-dos-eua

Em 2002, Michele Knight , uma jovem mãe, é sequestrada e presa em um porão por um criminoso da cidade de Cleveland.

Algum tempo depois, outras duas mulheres também são abduzidas pelo mesmo homem, e levadas para o mesmo porão onde Michele está.

Sem maneiras de escapar, elas encontram umas nas outras o apoio necessário para manter a sanidade e a esperança de um dia voltar a ser livres e rever suas família.

Produção e elenco

Sequestro em Cleveland é a adaptação do livro de memórias Finding Me: A Decade of Darkness, a Life Reclaimed, escrito por Michelle Knight após ser libertada em 2013.

O filme retrata os principais acontecimentos do período em que Michele e as outras sequestradas passaram no cativeiro do criminoso Ariel Castro e todo o sofrimento ao qual foram expostas em mais de uma década.

A atriz Taryn Manning é quem interpreta Michele no filme, e apesar de algumas críticas em relação a sua atuação, a semelhança física entre a atriz e a vítima real justificam sua escolha para o papel.

Katie Sarife interpreta Gina de Jesus Samantha Droke dá vida à Amanda Berry, as outras duas vítimas que estiveram no cativeiro.

O criminoso Ariel Castro é interpretado por Raymond Cruz.

Outros atores no elenco são Pam Grier, Joe Morton, Jane Mowder, Grace Ranson, Kristina Kopf, Tammy Tsai, David Manzanares, Jim Cantafio, entre outros.

O caso real que inspirou Sequestro em Cleveland

O sequestro das três mulheres de Cleveland foi um caso que durante mais de uma década gerou investigações nos Estados Unidos, sem muitas pistas que pudessem ajudar a polícia a encontrar as vítimas desaparecidas.

Na época de seus sequestros, Knight tinha 21 anos, Berry 16 anos e Jesus tinha apenas 14 anos. As três foram mantidas no porão de seu sequestrador de onde foram libertadas apenas em 2013.

Castro foi julgado e condenado à prisão perpétua, enquanto as vítimas ganharam uma segunda chance. Para saber todos os detalhes desse caso real que inspirou o filme sucesso da Netflix, confira esse artigo aqui.

Vale a pena assistir o filme Sequestro em Cleveland na Netflix?

Quem gosta de filmes inspirados em histórias reais, com certeza vai se interessar por assistir Sequestro em Cleveland, no entanto, é bom saber que, mesmo com cenas “abrandadas”, esse é um filme cheio de gatilhos e com temática que pode ser muito pesada para algumas pessoas.

Com uma fotografia e roteiro feitos para realmente passar a agonia vivida pelas vítimas, o filme é construído de uma forma muito real, visceral, o que só torna mais chocante o caso no qual ele foi inspirado.

As atuações são convincentes, emocionantes e há momentos em que o espectador vai querer entra na tela para poder salvar cada uma das atrizes.

Enfim, um filme muito bom, mas que é necessário estar com o psicológico em dia para poder terminar de ver sem abalos consideráveis.

CONFIRA Também:

Que se Dane o Amor, De Novo: comédia romântica holandesa faz sucesso na Netflix

Formada em Marketing e pós graduanda do curso de Língua Portuguesa e Literatura. Trabalha na área de comunicação como Criadora de Conteúdo além de fazer trabalhos de atuação e locução para materiais em vídeo. Pseudo-cinéfila e apaixonada por todo universo Geek.

Deixe seu comentário