Novas evidências apontam Sharon Carter como o Mercador do Poder | Falcão e o Soldado Invernal

Há alguns dias, levantamos aqui no Tech News Brasil a hipótese de a agente Sharon Carter ser o Mercador do Poder na série Falcão e o Soldado Invernal. No episódio 4 da série, que foi ao ar nesta sexta-feira (09) no Disney Plus, novas evidências reforçam esta teoria.

Que evidências são essas? O que significaria para a série Sharon Carter ser o Mercador do Poder? Tenha estas e outras perguntas respondidas na postagem abaixo!

Sharon Carter acessando um satélite
Sharon Carter acessando um satélite para rastrear John Walker (Imagem: Reprodução/Marvel | Disney+)

Sharon Carter pode ser o Mercador do Poder

No episódio 3 da série Falcão e o Soldado Invernal, vimos o retorno de uma personagem já conhecida do MCU: Sharon Carter. Depois de voltar à vida com a reversão do estalo de Thanos em Vingadores: Ultimato, a agente precisou se refugiar na cidade fictícia de Madripoor. Isso porque ela é uma foragida do governo americano, de quem ela roubou o escudo do Capitão América e o entregou a Steve Rogers no contexto da Guerra Civil.

Uma vez em Madripoor, Sharon Carter resolveu aproveitar o status de fora da lei e se lançou à vida de contrabandista de obras de arte. Por conta disso, ela vive na parte alta da cidade, destinada aos habitantes mais ricos e influentes.

Um detalhe interessante é que o episódio 3 da série, em que Carter é introduzida, é chamado “Mercador do Poder”. Entretanto, o episódio não apresenta o Mercador do Poder. Não ficamos sabendo absolutamente nada a respeito dele. Os dois grandes destaques do episódio são Barão Zemo e Sharon Carter.

E algumas atitudes da personagem são… no mínimo estranhas. Ela sabe exatamente onde encontrar Sam, Bucky e Zemo, no momento mais propício. Além disso, ela também sabe exatamente onde estava escondido o Dr. Wilfred Nagel, responsável por criar a nova versão do Soro de Super Soldado para o Mercador do Poder.

Além disso, no final do episódio 3, Sharon Carter entra em um carro e fala com uma possível assistente que há dois problemas para ela agora — possivelmente Falcão e Soldado Invernal.

Por que Sam e Bucky seriam um problema para Sharon Carter, já que a dupla prometeu ajudá-la a alcançar o tão desejado perdão do governo americano?

Novas evidências para a teoria

Além disso, como já comentamos, o Episódio 4, que estreou hoje no Disney+, levantou novas evidências que reforçam ainda mais essa teoria.

Primeiramente: a série ainda não revelou a identidade do Mercador do Poder. E Falcão e o Soldado Invernal vai ter apenas 6 episódios. Ou seja, só teremos mais duas semanas para o desenrolar de toda a trama da série. E é muito difícil de acreditar que um personagem completamente novo, sem background, vai ser apresentado agora, quase no final da série.

Isso só pode significar, portanto, que o Mercador do Poder é alguém que já conhecemos. E há duas possibilidades: que ele seja ou Barão Zemo, comandando Madripoor de dentro do presídio, ou Sharon Carter.

A primeira opção é fraca, pois Barão Zemo não teria motivos para criar o Soro de Super Soldado, já que a última coisa que ele quer ver na vida são novos Super Soldados. O que nos deixa apenas com Sharon Carter.

A segunda evidência é o fato de a personagem aparentemente ter uma milícia armada, muito semelhante àquela que atacou os Apátridas no aeroporto a mando do Mercador do Poder. E a terceira é o fato de ela ter acesso a satélites, com os quais ajudou Sam Wilson a rastrear John Walker, novo Capitão América.

Sharon Carter andando entre uma milícia armada
Sharon Carter andando entre uma milícia armada (Imagem: Reprodução/Marvel | DIsney+)

Ter uma milícia própria e acesso a satélites parece ser um pouco demais para uma simples contrabandista de arte.

Por que Sharon Carter estaria interessada em criar Super Soldados?

Essa é uma pergunta que ainda não sabemos responder, mas que os próximos episódios devem dar conta caso Sharon Carter realmente seja o Mercador do Poder.

Emily VanCamp, a atriz responsável por interpretar Sharon Carter no MCU, afirmou numa recente entrevista que ficou chocada com o fato de o governo americano não ter perdoado a personagem. Afinal, ele perdoou os heróis envolvidos nos conflitos de Capitão América: Guerra Civil após o desfecho de Vingadores: Ultimato. Mas a agente continuou sendo perseguida.

Além disso, Steve Rogers aparentemente não procurou a agente depois de ela se tornar uma foragida por ajudar o Capitão América a recuperar seu escudo. O que pode ter alimentado um sentimento “anti-herói” na personagem.

Sharon Carter ajudando Sam a rastrear John Walker
Sharon Carter ajudando Sam a rastrear John Walker (Imagem: Reprodução/Marvel | Disney+)

Sharon Carter, portanto, pode ter bastante ressentimento com o governo e com o exército americano, bem como com o Capitão América. O que pode justificar uma possível inclinação da personagem para o lado dos vilões. Especialmente caso Sam não consiga convencer o governo a perdoá-la, como prometido.

 

Quer ficar por dentro de todas as novidades do mundo da tecnologia e do entretenimento? Pois nos siga no Twitter e tenha acesso em primeira mão a todas as postagens aqui do Tech News Brasil!

Todas as informações apresentadas nesta matéria foram retiradas dos episódios 3 e 4 de Falcão e o Soldado Invernal, série exclusiva do Disney Plus, e do Marvel Cinematic Universe Fandom.

Editor, redator e revisor da WebGo Content, graduado em Letras – Português/Inglês. Tem experiência com redação e revisão de textos para Web. Apaixonado por poesia, literatura, games, tecnologia e gatos.
FacebookLinkedin

Deixe seu comentário

5 − 5 =