Conheça o Signal, aplicativo de mensagem e alternativa ao Whatsapp

Com o passar dos anos o Whats se tornou o aplicativo de mensagem mais utilizado do Brasil. E isso não foi à toa, o zap é realmente muito útil e possui uma variedade grande de ferramentas para melhorar as conversas.

Infelizmente nos últimos tempos o Whatsapp tem começado a incorporar algumas normas que podem não ser tão vantajosas para os usuários. A nova política de privacidade do zap agora obriga os usuários a compartilharem informações pessoais com os servidores do Facebook.

Isso acontece pois ambos aplicativos pertencem à mesma empresa desde 2014 e é interessante para o Face conseguir dados das pessoas. Não só isso, esse novo tipo de regra também força os usuários a se prenderem cada vez mais a uma empresa que não valoriza as informações de seu público, como vimos acontecer no julgamento do Face.

Sendo assim, para fugir um pouco desse controle e normas que não são boas para o usuário, alternativas começaram a surgir e o Signal é uma delas. Se você quer saber mais sobre essa alternativa do Whats, confira o artigo a seguir.

Por que buscar alternativa ao Whatsapp?

Alguns anos atrás o Facebook, dono do Whats, resolveu que iria vender informações pessoais dos seus usuários a empresas de pesquisa e controle político nos EUA. Logo em seguida a empresa foi acusada e julgada em congresso aberto pelo compartilhamento de tais informações.

Depois de tudo isso, agora no começo de 2021, o Facebook ainda tem a audácia de informar aos usuários do Whats, sua nova política de privacidade. Nela os usuários se viram obrigados a compartilhar informações com o próprio Facebook ou então convidados a parar de utilizar o aplicativo.

Por consequência os usuários já começaram a migrar para opções mais confiáveis e que valorizam melhor suas informações. Segundo a agência de pesquisa digital Sensor Tower, desde que o whats soltou a mudança de termos, o Signal já foi baixado mais de 8 milhões e meia de vezes.

O Signal, apesar de ser um aplicativo relativamente novo, é uma alternativa que tem conquistado usuários de todo o mundo. Até Elon Musk, dono da Tesla, comentou que utiliza o aplicativo de mensagens e realiza doações para mantê-lo funcionando.

Signal, o novo substituto do Whatsapp

Se você quer utilizar o melhor aplicativo em questão de segurança e facilidade, pode ser que tenha encontrado o ideal para você. O Signal é um aplicativo de conversas virtuais que tem tomado espaço no mercado.

E se você quer saber o que ele tem de bom, começarei dizendo que o Sgnal possui fãs muito importantes. Um deles é um dos criadores do Whatsapp, na época em que ele ainda não era do Facebook.

Brian Acton, que foi um dos visionários por trás do Whats, deixou sua criação muito tempo atrás para se tornar parte do conselho administrativo da fundação que criou e é dona, atualmente, da Signal. Se o próprio criador do whats gosta da coisa, provavelmente você vai gostar também.

O que faz dele uma alternativa tão boa é o foco em proteção dos dados dos usuários e uma base completamente feita em código aberto, o que permite que a segurança e todos os protocolos de usuário possam ser verificados por entidades de segurança externas.

Quanto à funcionalidade, ele possui toda e qualquer ferramenta que os concorrentes possuem, com a vantagem de uma proteção verdadeira de informação. Ele também possui sistema de criptografia de mensagens que garante uma maior proteção.

Para garantir mais segurança também, o aplicativo pede a criação de um PIN que guardará as informações da sua conta. Ele poderá ser utilizado para guardar e recuperar as informações do seu perfil, assim como as configurações e contatos.

Além disso tudo, o aplicativo ainda permite o envio de “Mensagens Efêmeras”. Você seleciona a opção dentro de uma conversa e escolhe um período de tempo em que as mensagens e informações vão aparecer naquela conversa. As mensagens efêmeras são excluídas assim que o tempo limite informado expira.

Super recomendamos que você instale o aplicativo, que pode ser usado em iPhones apenas, infelizmente. Ele é gratuito e inteiramente fundado e mantido por doações.

Luiz Torrens
Jornalista, Roteirista e principalmente criador de histórias. Apaixonado por games e tecnologia.

Deixe seu comentário

quatro × 4 =