Bridgerton | O que faz a série ser o 2° maior sucesso da Netflix?

Quer entender alguns dos elementos que fazem "Bridgerton" ser um dos maiores sucessos produzidos pela Netflix? Confira a lista!

Desde 2018, quando a Netflix divulgou que produziria em parceria com a Shondaland uma série original baseada nos livros de Bridgerton“, o título tem se tornado um fenômeno internacional cada vez maior. A plataforma de streaming divulgou, na manhã de ontem (25), todos os novos capítulos da 2ª temporada do show, e não demorou para que a série ficasse em alta nos assuntos do momento das redes sociais.

Baseada no livro O Visconde Que Me Amava“, de Julia Quinn, a 2ª temporada da série é focada em estabelecer o romance entre Anthony Bridgerton Kate Sharma.  Em seu primeiro ano de exibição, a série conquistou o lugar de produção mais assistida do catálogo do streaming, sendo assistida por mais de 82 milhões de domicílios assinantes do serviço. 

A série perdeu o posto apenas no último ano, quando o fenômeno internacional Round 6” superou o número de visualizações. Ainda assim, Bridgerton” se sustenta como a 2ª produção mais aclamada no streaming. Pensando em justificar esse sucesso, o Sobre Sagas pontuou alguns elementos que fazem a série ter toda essa repercussão entre os assinantes. Confira:

Drama novelesco de qualidade

Bridgerton
Bridgerton: série consegue prender espectador através de drama novelesco (Imagem: Divulgação/Netflix).

O primeiro elemento que garante todo o sucesso que Bridgerton” faz internacionalmente é exatamente sua história instigante e apaixonante. Quem cresceu no Brasil certamente reconhece a narrativa fluída e complexa típica de  novelas românticas, e nesse sentido, os showrunners da série garantem que ela se destaque entre as demais pelo ritmo impetuoso e evolução do enredo.

Além disso, por se tratar de uma história complexa, a série consegue estabelecer núcleos com narrativas distintas, e a forma como o roteiro consegue saltar entre esses núcleos – prendendo a atenção nos momentos corretos – certamente colabora bastante para a experiência de maratonar a série. Nesse sentido, a estratégia da Netflix em liberar temporadas completas em um único dia certamente colabora para a história – que pode ser consumida em um ritmo igualmente alucinante.

Realidade alternativa

Bridgerton
Apesar de ser um drama de época, série contemporiza questões e elementos do enredo (Imagem: Reprodução/Netflix).

Mais um elemento que faz com que Bridgerton” se destaque é justamente a realidade alternativa apresentada pelo enredo. Isso garante que a série não seja assistida como um mero romance de época – mas um estudo sobre a sociedade do período e os diversos caminhos que esses grupos poderiam seguir. A atitude dos personagens em desafiar as regras impostas pela sociedade certamente colabora bastante nesse sentido.

 

Além disso, a produção também interveio na realidade histórica para que pudesse retratar pessoas de cor em posições de poder. A própria Rainha Charlotte, que ocupa o trono da corte britânica, é representada por uma atriz negra, a talentosa Golda Rosheuvel. Essa proposta, cujas premissas são esclarecidas pelo enredo da série, certamente nos leva ao 3° ponto que torna o título tão popular: representatividade.

Espectadores se sentem representados

Bridgerton
Série conta com diversidade não apenas de elenco, mas também de personagens (Imagem: Divulgação/Netflix).

Recentemente, o termo “representatividade” tem sido bastante utilizado para demandar que produções cinematográficas e televisivas contem com atores diversos em seus elencos. Nesse sentido, Bridgerton” se destaca por apresentar não apenas um elenco diverso – mas personagens completamente diferentes uns dos outros.

Isso faz com que os espectadores se sintam representados na tela não apenas por suas identidades, mas também pelas formas de agir e pensar. Certamente existem espectadores que se sentem representados pela delicadeza de Daphne, tal como outros se sentem representados pela curiosidade de Eloise. Ao se reconhecer nas histórias da série, quem assiste ao show certamente tem mais facilidade em se entregar à sua narrativa, o que deixa tudo mais empolgante.

Lady Whistledown

Narração de Lady Whistledown contribui bastante para o clima da série (Imagem: Divulgação/Netflix).

Apesar de ser focada nos membros da família Bridgerton, cujo enredo desenvolve suas relações e vidas amorosas, outro grande acerto da série está na forma como os acontecimentos são narrados: através da caneta sempre afiada e voz misteriosa de Lady Whistledown, escritora que além de publicar folhetins de fofoca no enredo também narra os acontecimentos para os espectadores da série.

A narrativa espinhenta e exacerbada da personagem consegue dar um peso ainda maior aos acontecimentos da série, e o mistério sobre sua identidade possibilita assistir aos eventos através de novas perspectivas – já que seu nome e forma de atuação também é um dos núcleos que integram o enredo.

Um futuro promissor

Série deve contar com cerca de 8 temporadas totais (Imagem: Divulgação/Netflix).

Por fim, existem algumas vontades em ser uma das produções de maior sucesso da plataforma de streaming. Entre elas, está o fato da série apresentar um futuro promissor dentro da marca. Além de diversas novas temporadas, a produção de spin-offs e a venda de produtos licenciáveis sobre o drama já é uma realidade pelos fãs de Bridgerton“.

Ao se tratar de longevidade, a própria concepção do projeto já indica um futuro longínquo: cada temporada é baseada em um livro da saga, e com isso, é grande a possibilidade que a série tenha, no mínimo, 8 temporadas, cada uma dando enfoque à vida amorosa de um dos irmãos Bridgerton. A 3ª temporada e 4ª temporada, inclusive, já estão em pré-produção pela plataforma.

Assista ao trailer da 2ª temporada:

CONFIRA Também:
Bridgerton | Conheça o livro e a história da 2ª temporada da série da Netflix

E você, já começou a maratonar a 2ª temporada de Bridgerton“? Compartilhe suas opiniões com a gente nas redes sociais, e para mais informações sobre a série e as produções originais da Netflixfiquem sempre ligados aqui no Sobre Sagas!

Arquiteto e Urbanista aficionado por Cenografia e Cinema. Criador de conteúdo da área desde 2013 e apaixonado por adaptações cinematográficas, especialmente de fantasia.
FacebookInstagramLinkedin

Deixe seu comentário