Vale a pena assistir o dorama ‘Velha é a Vovozinha’ na Netflix? Confira nosso veredito!

Se você é fã de doramas, talvez já tenha visto "Velha é a Vovozinha" no catálogo da Netflix. Mas será que vale a pena assistir? Descubra!

A Coreia do Sul continua surpreendendo o mundo com suas produções, e isso já se estende por alguns anos. Recentemente o filme Velha é a Vovozinha estreou na Netflix e promete divertir com uma comédia inusitada.

Apesar disso, com tantos novos títulos entrando na plataforma, e nem sempre com muita qualidade, é comum que você se pergunte se afinal vale realmente a pena gastar algum tempo assistindo a mais esse K-drama.

Bem, é exatamente isso que nós vamos te contar nos tópicos a seguir, então, continue a leitura.

Sobre Velha é a Vovozinha

velha é a vovozinha netflixOh Mal-soon é uma senhora viúva na casa dos 70 anos que mora com o filho e a nora, essa última com quem não tem um bom relacionamento.

Após sua nora sofrer um colapso nervoso, os médicos aconselham que as duas mulheres não vivam mais na mesma casa, já que Mal-soon é a responsável pelos acessos de nervos da jovem. Com isso, o filho de Mal-soon comunica que a está enviando para morar em uma casa de repouso.

Chateada com a decisão, ela sai para uma caminhada e é quando encontra um misterioso estúdio fotográfico onde decide fazer um retrato. Para surpresa da idosa, ao sair do local ela aparenta ter novamente seus 20 anos de idade.

Sem entender o que houve, ela decide aproveitar ao máximo essa chance única na vida antes, que de alguma forma, essa mágica maravilhosa seja revertida.

Vale a pena assistir?

Se bem feita, a comédia é praticamente um gênero unanime entre o público e há muito tempo os asiáticos investem nela como um carro-chefe de sua indústria cultural.

Velha é a Vovozinha, aposta tudo nesse gênero e em sua época de lançamento ( 2014) realmente conseguiu conquistar não só a Coreia do Sul, como boa parte do mundo também.

Um Roteiro criativo

Ainda que o tema de retorno a juventude já tenha sido explorado outras vezes no cinema, Velha é a Vovozinha consegue construir um roteiro bastante original com essa base.

É interessante como o filme tenta manter as principais características da personagem em suas duas versões, deixando as coisas ainda mais divertidas.

Ótimas atuações

Para quem conhece um pouco mais das produções da Coreia, parece pleonasmo falar de boas atuações em se tratando de artistas sul-coreanos, visto a qualidade das escolas de dramaturgia do país.

Ainda assim, nessa comédia, o nível das atuações consegue ser ainda mais alto, em especial dos atores em destaque que conseguem variar com muita naturalidade suas nuances cômicas e dramáticas.

A Música é parte muito importante

Agora, o principal ponto que diferencia esse filme de outros que já exploraram o mesmo tema, é a parte musical.

Nesse filme, além de ser usada para dar mais ritmo ao filme, a música é parte incondicional da trama. Os personagens são ligados a ela desde o início, e ela acaba se tornando um dos assuntos mais importante dentro do enredo, responsável por muitas reviravoltas da trama.

Sendo assim, quem gosta de musicais, certamente tem mais esse motivo para assistir Velha é a Vovozinha.

Conclusão

Se você é gosta daquelas comédias bem leves, com toques dramáticos que anulam qualquer aspecto de “pastelão” da trama, com certeza você ficará bastante satisfeito assistindo Velha é a Vovozinha.

Considerando que a história já rendeu remakes em diversos outros países, você pode imaginar o quão apaixonante ela pode ser para algumas pessoas, certo? Mas mesmo sem se apaixonar completamente, o filme se sustenta muito bem e é realmente muito divertido.

Vale dar play, com certeza.

CONFIRA Também:

Vale a pena assistir à série coreana Sweet Home na Netflix?

Para mais dicas sobre lançamentos sul-coreanos na Netflix, continue acompanhando a gente aqui no TechNews Brasil.

Ah, e quando terminar de ver Velha é a Vovozinha, não deixe de voltar aqui para nos contar a sua opinião, ok!?

Formada em Marketing e pós graduanda do curso de Língua Portuguesa e Literatura. Trabalha na área de comunicação como Criadora de Conteúdo além de fazer trabalhos de atuação e locução para materiais em vídeo. Pseudo-cinéfila e apaixonada por todo universo Geek.

Deixe seu comentário

três × um =