Funcionalidade de “viagem no tempo” chegará ao Google Street View

Se você já utilizou o aplicativo de computador do Google Street View, conhecido antigamente como Google Earth (hoje Google Earth Pro), pode ter esbarrado em uma versão prematura dessa ferramenta de viagem no tempo.

Lá no aplicativo era possível selecionar uma região, de algumas disponíveis com essa funcionalidade, e voltar no tempo com uma barra de rolagem dos anos, mostrando imagens de satélite antigas do lugar e versões ancestrais de grandes cidades da modernidade.

Planeta Terra
Imagem: Divulgação/Google

Essa é uma das funcionalidades que o Google Earth Pro possui e que está chegando para as versões mobile do aplicativo, especialmente aos smartphones operados em Android. Se você quer entender melhor detalhes dessa viagem no tempo, confira o artigo a seguir.

Google Earth

Agora na sua versão Pro, o Google Earth foi uma versão inicial do Google Street View que tanto usamos e amamos. Ele era instalado diretamente no desktop do seu computador como aplicativo e nem podia ser usado do browser como é hoje.

No aplicativo era possível ver imagens de satélite, muitas vezes bem borradas e com cores estranhas, de localizações no mundo todo. Depois, quando os smartphones conquistaram o mundo, ele foi parar em versões mais enxutas e amigáveis ao usuário, na palma da mão e também no browser.

E, nessa mudança de meio e foco mais para o lado mobile da aplicação, o Google Earth perdeu várias “gordurinhas”, como é o caso da funcionalidade de viagem no tempo. Essa, por sua vez, permitia acessar imagens de satélite bem mais antigas e ver como tudo era na década de 70, por exemplo.

Mas não se engane, essa função não era lá muito intuitiva, além de ser meio complicada de habilitar. Além da configuração, a execução também não era lá aquelas coisas. Com as imagens antigas, tudo ficava mais borrado e menos colorido, sendo difícil identificar tudo.

Não só isso, no banco de imagens de satélite antigo, dos quais o Google Earth puxava as fotos, não dava para verificar os nomes de ruas, bairros e endereços, o que deixava tudo menos prático.

Viagem no Tempo do Google Street View

A primeira boa notícia que temos com a chegada da função de viagem no tempo dentro dos aplicativos de mapas de satélite do Google no Android é que todo o sistema será repensado. Tudo isso levando em orientação a facilidade dos usuários, com layouts mais simpáticos e controles mais fáceis de se usar.

A segunda é que, apesar da função estar ainda em fase de teste, já é possível acessar algumas ferramentas dela pelo recurso de preferências experimentais do aplicativo. 

Infelizmente isso não é recomendado para usuários casuais do mobile, pois mexe com configurações voláteis e que, se não usadas corretamente, podem causar problemas no seu aparelho.

Agora, se você se sente confortável em dar uma vasculhada nessas configurações experimentais, confira a seguir um pequeno tutorial de como acessar e utilizar a funcionalidade de viagem no tempo do Google Street View.

Como usar a viagem no tempo no Google Earth mobile?

Primeiramente é importante saber que todo o processo a seguir requer que o seu dispositivo possua o estado de “root”. Isso quer dizer que o Android precisa estar desbloqueado em uma versão raiz que não tem bloqueios de fabricante.

Esse desbloqueio permite que você acesse várias configurações de desenvolvimento, assim como versões experimentais de aplicativos. Mas cuidado: alterar as configurações de root pode ser difícil e não é recomendado se você não entende o que está fazendo.

Se você conhece a opção de root e sabe como utilizá-la, confira os passos a seguir para usar o recurso de viagem no tempo do Google Earth:

  • Com o aplicativo do Google Earth instalado, abra-o;
  • Aguarde o carregamento de todas as funções e, quando ele estiver na tela inicial, feche-o;
  • Agora, baixe um aplicativo de Edição de Preferências; recomendamos o “prefedit”, que tem todas as ferramentas necessárias. Se quiser, também dá para usar o mixplorer;
  • Abra o editor e navegue para o endereço: “data/data/com.google.earth/shared_prefs/phenotypePrefs.xml” sem as aspas. Aqui será necessário passar a opção de “debug_menus” para o valor verdadeiro, ou “true”;
  • Depois disso, abra o aplicativo do Google Earth novamente e vá para o menu principal, com o ícone das três barrinhas;
  • Se tudo ocorreu bem, as opções experimentais devem aparecer no final da lista.

Quer ficar por dentro de todas as novidades do mundo da tecnologia e do entretenimento? Pois nos siga no Twitter e tenha acesso em primeira mão a todas as postagens aqui do Tech News Brasil!

Fonte: XDA Developers e Reddit

Formado em Jornalismo, atua como redator de notícias desde 2017 escrevendo sobre games e tecnologia. Também é Co-Fundador da Crenix Games, empresa de jogos digitais de Curitiba onde exerce uma de suas paixões: Design de Narrativas para Games.
FacebookLinkedinWikipédia

Deixe seu comentário

5 × 3 =