Xbox Game Pass é mais uma plataforma do que um serviço, afirma Phil Spencer

Em uma recente entrevista para o The Verge, o vice-presidente do Microsoft Gaming e chefe do Team Xbox afirmou que o Xbox Game Pass é mais uma plataforma do que um simples serviço de assinatura.

Na entrevista em questão, Phil Spencer respondeu a uma série de perguntas relacionadas à divisão de games da Microsoft por conta do recente lançamento da nova geração de consoles da empresa

Xbox Game Pass
(Imagem: Divulgação/Microsoft)

Lembrando que a Microsoft lançou o Xbox Series X e o Xbox Series S no dia 10 de novembro desse ano. Ambas as versões do novo console da Microsoft chegaram ao Brasil no mesmo dia em que chegaram aos mercados internacionais.

Xbox Game Pass como uma plataforma, não como um serviço de assinatura

Uma das principais perguntas direcionadas a Phil Spencer foi em relação ao Xbox Game Pass. O entrevistador do The Verge perguntou ao presidente do Microsoft Gaming se as compras de grandes estúdios por parte da Microsoft foi uma tentativa de a empresa fazer com que o Game Pass tivesse títulos de peso desde o seu lançamento.

Phil Spencer respondeu que sim, ressaltando que é natural que a própria empresa invista na sua ideia antes de qualquer outra na fase embrionária dela. Entretanto, ele reconheceu a importância dos conteúdos de terceiros na plataforma, ou seja, de títulos de outros estúdios que não apenas os de propriedade da Microsoft.

Além disso, Spencer foi mais longe e definiu o Game Pass mais como uma plataforma do que como um mero serviço de assinatura. E até mesmo explicou o que define algo como uma plataforma: ter mais trabalhos de terceiros.

O Game Pass beneficiando não apenas a Microsoft, mas também estúdios de terceiros

Phil Spencer foi além na entrevista e explicou como o Game Pass também beneficia os outros estúdios. Primeiro pelo fato de a plataforma servir como uma espécie de vitrine e garantir que os jogadores conheçam os games.

Isso é benéfico especialmente para estúdios pequenos, que contam com pouco investimento em divulgação. Afinal, o Game Pass atualmente conta com mais de 15 milhões de assinantes. Ou seja, é um vasto e diverso contingente de jogadores em potencial.

Além disso, o Xbox Game Pass também aumenta o lucro das empresas com seus jogos. Afinal, aumentando a visibilidade do jogo, é óbvio que mais pessoas vão atrás de saber mais sobre ele, podendo até mesmo comprá-lo. Ainda mais quando streamers e youtubers produzem conteúdos relacionados ao game. Fora, é claro, demais formas de monetização dentro do próprio jogo.

Diferenças entre Netflix e Xbox Game Pass

Em dado momento, o entrevistador faz uma comparação entre Netflix e o Xbox Game Pass, mostrando a diferença entre os dois modelos. E Phil Spencer confirmou que realmente são modelos diferentes.

Por exemplo, a Netflix primeiramente investiu em produções de estúdios terceirizados para ganhar popularidade. Hoje em dia, agora que o serviço já tem uma base consolidada de fãs, a Netflix está investindo muito mais em produções originais.

O Game Pass, segundo Phil Spencer, está fazendo o caminho contrário. Ou seja, está investindo primeiro em produções originais, sejam da própria Microsoft Games, sejam de estúdios que a Microsoft comprou. Tudo isso para tornar a plataforma mais atrativa e, tendo uma base de assinantes, atrair outros estúdios para o Game Pass.

Sobre o Xbox Game Pass

Se você caiu de paraquedas aqui e não sabe o que é o Xbox Game Pass, pode deixar que a gente te explica.

O Game Pass é uma plataforma de jogos eletrônicos do Team Xbox. Ele é geralmente descrito como “a Netflix dos jogos”, embora tenhamos acabado de ver que ela tem suas diferenças em relação ao streaming de vídeo em questão.

Xbox Game Pass - Página de Assinatura
(Imagem: Divulgação/Microsoft)

Quem se torna assinante do Game Pass tem acesso a uma grande quantidade de jogos que podem ser baixados e jogados nos consoles da Microsoft ou no PC. A plataforma existe desde o dia 01 de junho de 2017 e já possui mais de 15 milhões de assinantes.

Atualmente, o Xbox Game Pass possui três planos de assinatura:

  • Xbox Game Pass Console (dando acesso a mais de 100 jogos que você pode jogar nos consoles da Microsoft)
  • Xbox Game Pass PC (dando acesso a mais de 100 jogos que você pode jogar no computador)
  • O Xbox Game Pass Ultimate (inclui as versões de Console e de PC, além de dar acesso às vantagens do Xbox Live Gold e do EA Play)

Hoje em dia, são mais de 100 jogos disponíveis no Game Pass. Os títulos não são fixos: ou seja, a Microsoft está constantemente atualizando a lista, incluindo novos lançamentos e retirando alguns que já estão há bastante tempo.

Alexandre Garcia
Redator da WebGo Content, graduado em Letras – Português/Inglês e pós-graduando em Teoria da Literatura pela PUC-PR, tem experiência com redação e revisão de textos para Web. Apaixonado por poesia, literatura, games, tecnologia e gatos.

Deixe seu comentário