Zona de Combate | Conheça este filme de ação que é o novo sucesso da Netflix

Em meados de dezembro do ano passado, publicamos uma lista com os lançamentos da Netflix previstos para janeiro de 2021. Um dos lançamentos mencionados foi do filme ‘Zona de Combate’, que chegou à Netflix no dia 15 de janeiro.

O público recebeu muito bem o filme de ação ‘Zona de Combate’, que já é um sucesso da Netflix. Atualmente, o título já é Top 1 no Brasil hoje, como você pode ver abaixo.

Zona de Combate, filme de ação da Netflix
(Imagem: Reprodução/Netflix)

Num mês de grandes lançamentos, como o da série Lupin, que deve quebrar recorde de visualizações segundo uma projeção recente, Zona de Guerra conseguiu um feito e tanto.

Por outro lado, entretanto, as críticas não têm sido muito favoráveis. Atualmente, o filme Zona de Guerra está com 5,4 estrelas (de 10) no IMDB. Ou seja, apesar da grande popularidade, o título não está agradando tanto quanto a Netflix esperava.

Será que a série Lupin e o filme Zona de Guerra vão ser o suficiente para bater de frente com o novo sucesso do Disney Plus, ou seja, com a série WandaVision, mais bem avaliada série da Marvel no Rotten Tomatoes?

Um pouco sobre o filme ‘Zona de Guerra’

Se você ainda não conhece nada a respeito do filme, deixa que nós do Tech News Brasil contamos um pouco mais sobre ele para você.

A sinopse, oficial da Netflix, do filme ‘Zona de Guerra’ é a seguinte:

Em um futuro próximo, um piloto de drone e um androide ultrassecreto trabalham lado a lado no campo de batalha para evitar um ataque nuclear.

O filme é ambientado numa fictícia guerra civil na Ucrânia no ano de 2036. Neste futuro não tão distante assim, soldados e robôs servem lado a lado. O roteiro parece clichê, pois mostra uma vez mais um embate tecnológico e militar entre Estados Unidos e Rússia.

Confira o trailer do filme abaixo:

A trama principal do filme reúne o piloto de drone Harp (Damson idris) e o android Leo (Anthony Mackie) numa missão para destruir um dispositivo russo que ameaça os americanos.

Ou seja, o filme retrata bastante a histórica rivalidade entre russos e americanos. Nesse sentido, o roteiro não é nem um pouco inovador, já que a rivalidade vem desde o término da Segunda Guerra Mundial.

Entretanto, ele até tem alguns pontos muito interessantes, pois discute algumas questões éticas bastante pertinentes para a atualidade. Como, por exemplo, a questão dos limites da tecnologia, especialmente quando aplicada em cenários de guerra.

Zona de Combate, novo filme de ação da Netflix
(Imagem: Divulgação/Netflix)

O próprio uso de drones numa guerra, por exemplo, é uma das discussões éticas mais pertinentes da atualidade, pois o piloto controla o dispositivo a distância. Controlando-o a distância, ele tira completamente a oportunidade de o adversário revidar o ataque.

A questão da Ucrânia representada no filme

Além disso, o filme ser ambientado num contexto de guerra com a Ucrânia, aliás, é algo bastante factível. Afinal, em 2014, a Rússia ocupou a Crimeia graças ao apoio de uma parcela da população pró-Rússia. A maior parte dos países, entretanto, não reconheceu a ocupação russa, que dura até os dias de hoje.

Ou seja, o filme pode até ser um prelúdio de um possível envolvimento por parte dos Estados Unidos da América na região, contrapondo-se à ocupação e administração russa.

‘Zona de Guerra’ traz ator bastante famoso do Universo Cinematográfico da Marvel

Parte do sucesso de ‘Zona de Guerra’ pode se dar pela participação de um dos atores de maior sucesso da Marvel da atualidade: Anthony Mackie, que faz o papel do oficial androide Leo.

Anthony Mackie ficou bastante em destaque por interpretar Sam Wilson, o Falcão, no Universo Cinematográfico da Marvel. O personagem, aliás, vai ganhar uma série própria em 2021: ‘Falcão e o Soldado Invernal’, que já está na fase de pós-produção.

Anthony Mackie como Leo, em Zona de Combate
Anthony Mackie como Leo, em Zona de Combate (Imagem: Reprodução/Netflix)

Além disso, o filme também traz o ator Damson Idris como um dos protagonistas. Ele interpreta Harp, um piloto de drone que é escolhido para a missão de destruir o dispositivo russo após tomar uma decisão que contrariou as ordens de seus superiores.

Já em relação à direção, ‘Zona de Combate’ teve direção do sueco Mikael Håfström. O diretor ficou conhecido especialmente pelo filme ‘Evil – Raízes do Mal’ (2003), indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro em 2004.

Você já assistiu este novo filme de ação da Netflix? Ainda não, mas ficou interessado em assistir? Pois conta para a gente sua opinião sobre ele aí nos comentários!

Editor, redator e revisor da WebGo Content, graduado em Letras – Português/Inglês. Tem experiência com redação e revisão de textos para Web. Apaixonado por poesia, literatura, games, tecnologia e gatos.
FacebookLinkedin

Deixe seu comentário

3 × 1 =