Chrome OS – Saiba como é o sistema operacional do Google

Quando o assunto é usar o computador, tudo que você puder pensar toca o Sistema Operacional. Se você já ouviu esse termo, saiba que ele se refere ao grande programa que controla tudo no seu PC a nível de hardware.

Como forma mais básica de juntar usuário, software e hardware, um SO é responsável por tornar o seu computador algo usável, por assim dizer. Ele comanda o hardware para fazer o que o você quer que o software, sob seu controle, faça.

Imagem: Divulgação/HP

E até então não existem muitos exemplos de SOs que se tornaram comuns no mercado. Temos, primeiramente, o Windows, da Microsoft, que constitui mais de 80% de todos os computadores do mundo, seguido de longe pelo macOS da Apple e o Linux, de código aberto.

E agora podemos acompanhar um pouco mais dos detalhes a respeito do novo sistema operacional da Google, o ChromeOS. Se você quer saber mais detalhes a respeito dessa opção para usar o computador, acompanhe o artigo a seguir.

De onde vem o Chrome OS?

Já tem algum tempo que o Google trabalha neste novo Sistema Operacional para fazer frente aos grandes líderes de mercado atualmente. Não soubemos, por muito tempo, como seria essa nova opção em uma prateleira de softwares que continha apenas três opções e uma delas sem muitas ferramentas úteis para usar.

Mas, depois de obter mais detalhes a respeito desse projeto, quando muitas informações foram divulgadas pela própria empresa, foi possível entender melhor como esse SO se comporta e quais serão os melhores usos para ele.

O principal objetivo do Chrome OS é tornar- se o sistema operacional mais fácil e prático de todo o mercado. Sua otimização incluiria abrir e fechar todo o computador o mais rápido possível, incluindo sua configuração inicial, e utilizar recursos e aplicativos do próprio Google.

Foi só em 2011 que a empresa começou a liberar cópias do sistema para integrar alguns modelos de notebooks que ficaram conhecidos como Chromebooks. Várias empresas aderiram à proposta desde então, incluindo a HP, LG, Lenovo, Toshiba, Asus, Samsung e Dell, sem falar do próprio Google.

O que é o Chrome OS?

Assim como o Windows, o ChromeOS é um sistema operacional que “comanda” a sua experiência no computador. Ele fala diretamente com o hardware da máquina e deixa tudo no jeito para a integração com os softwares e a experiência de usuário.

O SO do Google foi criado inteiramente em base de código Linux, que é um modelo de sistema operacional em código aberto que qualquer um pode usar. Ele traz também várias opções pré-instaladas com ferramentas da própria empresa.

Além disso, o sistema ainda foi criado para otimizar o uso do dispositivo, permitindo um uso mais amplo do tempo de bateria dos notebooks com o sistema, por exemplo. O que quer dizer que os notebooks podem ser mais finos e leves, enquanto aguentam horas de uso.

Não só por isso, os notebooks com o SO do Google são recomendados principalmente para tarefas voltadas à educação e à produtividade. Foi só em 2017 que o primeiro Chromebook com especificações mais parrudas chegou ao mercado, com um Intel Core i7, 16GB de RAM e armazenamento de 500GB por SSD.

Infelizmente, a desvantagem era que o SO não contava com variedade de ferramentas e entretenimento, como era o caso do Windows, que contém todas as ferramentas do próprio Google, roda jogos e ainda permite uma customização bem detalhada.

Isso só mudou quando a plataforma ampliou o acervo de aplicativos ao adicionar os apps da Google Play Store. Atualmente o ChromeOS pode rodar até aplicativos e ferramentas do Windows.

Como conseguir o Chrome OS

Infelizmente, o SO do Google é voltado para os modelos de notebook que suportam e vendem a plataforma, não estando disponível para compra ou download do público. O único jeito de usar o sistema operacional é comprar um dos Chromebooks.

Mas nem tudo está perdido, pois a Google disponibiliza ainda uma versão de testes, onde eles atualizam e desenvolvem novas funções, indo posteriormente para a versão oficial. O Chromium OS é um projeto de código aberto da equipe e pode ser instalado, apesar de não ser um procedimento muito fácil para o consumidor comum.

Quer ficar por dentro de todas as novidades do mundo da tecnologia e do entretenimento? Pois nos siga no Twitter e tenha acesso em primeira mão a todas as postagens aqui do Tech News Brasil!

Fonte: TecMundo

Formado em Jornalismo, atua como redator de notícias desde 2017 escrevendo sobre games e tecnologia. Também é Co-Fundador da Crenix Games, empresa de jogos digitais de Curitiba onde exerce uma de suas paixões: Design de Narrativas para Games.
FacebookLinkedinWikipédia

Deixe seu comentário

12 + 13 =