Google Assistente – Como Funciona e Principais Recursos

Em muitas situações a Google Assistente pode ser bastante útil, desde que o usuário saiba quais são suas funcionalidades.

No artigo de hoje, você descobrirá um pouco mais sobre o que é a Assistente da Google, como ela funciona e quais seus principais recursos. Com isso, você poderá explorar ao máximo as funcionalidades da assistente virtual da Google!

O que é a Google Assistente?

A Google Assistente, como o nome sugere, é a assistente pessoal virtual desenvolvida pela Google. Lançada em 2018, sua principal função é a de ajudar os usuários com atividades e tarefas do dia a dia, tais como realizar ligações, fazer marcações no calendário, pesquisar sobre determinados assuntos etc.

Atualmente, a Assistente está disponível em 21 idiomas, sendo o português um deles. Além disso, ela pode ser utilizada em diferentes dispositivos, tais como computadores, notebooks, smartphones (com Android 6+ ou iOS 10+), alto-falantes inteligentes (como o Google Home), objetos domóticos (como o Raspberry Pi) etc.

Google Assistente

Apesar de ser útil para todos os usuários, os mais favorecidos são, sem dúvida, aqueles com algum tipo de deficiência. Isso porque ela pode ser controlada totalmente pela voz, permitindo que indivíduos com alguma debilidade física nas mãos ou com algum grau de cegueira, por exemplo, possam, por conta própria, executar ações em seus smartphones, tablets, computadores etc.

Como funciona a Google Assistente?

Há algumas maneiras de acionar a Google Assistente e solicitar por ajuda. Em smartphones Android, por exemplo, é possível acioná-la segurando o botão redondo que geralmente faz voltar à tela inicial. Fazendo isso, a Google Assistente abrirá, e você poderá tanto utilizar sua voz para se comunicar com ela, quanto utilizar o teclado para digitar a solicitação ou escolher uma das perguntas pré-definidas.

Porém, o jeito mais comum de acionar a Assistente é falando a famosa frase “ok, Google”. Para isso, obviamente o seu aparelho precisará de algum dispositivo de entrada de áudio e você precisará configurar a Assistente para detectar sua voz. Mas geralmente esta configuração é automática.

Acionando a Google Assistente

Para testar, simplesmente fale, perto do seu smartphone ou de um dos dispositivos com suporte à Google Assistente, a frase “ok, Google”.

Falando com a Google Assistente

Uma vez que a Assistente esteja em estado de “ouvindo…”, você poderá fazer solicitações a ela. Como, por exemplo, perguntar “como está o tempo?” ou “que horas são agora em Londres?”. Você também poderá solicitar que ela abra algum dos aplicativos instalados em seu dispositivo. Para isso, basta dizer, por exemplo, “Ok, Google… abrir Spotify”.

Principais recursos disponíveis

São diversas as funcionalidades oferecidas pela Google Assistente. Conheça, a seguir, algumas delas.

  • Fazer pesquisas no Google (perguntando, por exemplo, “como passar roupa?” ou “qual a capital do Sri Lanka?”).
  • Agendar eventos no calendário (solicitando a ação de “agendar no calendário” e respondendo as perguntas feitas pela assistente, como “qual o nome do evento?”, “quando acontecerá este evento?” etc).
  • Enviar mensagens (dizendo “enviar mensagem para Fulano”) ou realizar ligações (dizendo “ligar para Fulano”).
  • Tocar músicas (dizendo “tocar música X no Spotify” ou em outro serviço de streaming).
  • Adicionar lembretes (“dizendo “adicionar lembrete” e respondendo as perguntas que a assistente fizer”).
  • Definir um despertador (dizendo, por exemplo, “me acorde em uma hora”).
  • Atualizar-se em relação às notícias do momento (dizendo “me conte uma notícia”), inclusive notícias relacionados a esportes, por exemplo (“o Flamengo ganhou o último jogo?”).

Estes são apenas alguns dos recursos disponíveis com a Assistente. Porém, você pode fazer muito mais, explorando ao máximo as funcionalidades da Assistente. Você pode até mesmo conversar com ela, fazendo perguntas como “como você está hoje?” ou pedindo para que ela “conte uma piada”.

Alexandre Garcia
Redator da WebGo Content, graduado em Letras – Português/Inglês e pós-graduando em Teoria da Literatura pela PUC-PR, tem experiência com redação e revisão de textos para Web. Apaixonado por poesia, literatura, games, tecnologia e gatos.

Deixe seu comentário