Cyberpunk 2077 | Patch 1.2 traz novos bugs em meio às melhorias

Desde seu lançamento, Cyberpunk 2077 foi rodeado de controvérsias e problemas, e os desenvolvedores tentam continuamente solucionar esses bugs. Por isso, no dia 29 de março, a CD Projekt Red lançou o patch 1.2, pesando 33 GB, que visava corrigir as centenas de bugs do jogo e otimizar a jogabilidade. 

Porém, ao fazer download da nova atualização e testar o game, muitos jogadores se decepcionaram ao ver novos bugs juntos com as melhorias. Alguns desses bugs foram gravados pelos players e compartilhados em comunidades online, como no subreddit dedicado ao jogo.

Patch 1.2 de Cyberpunk 2077 traz mais bugs ao jogo
Update 1.2 traz soluções mas também mais bugs ao jogo (Imagem: Reprodução/CD Projekt Red)

Os bugs

Um bug frequente que chegou com o patch 1.2 ocorre quando se chama o veículo do personagem. Ao invés de estacionar em um local próximo, a moto ou o carro anda em círculos ininterruptamente, mesmo que não haja obstáculos no caminho. 

Vehicle.exe is not responding from r/cyberpunkgame

Há também bugs que impedem a progressão do jogo, como personagens importantes presos em animações, diálogos que não ocorrem e missões que não são completadas, mesmo quando se cumpre o objetivo. 

Outros jogadores apresentaram problemas mais graves de performance, como crashes e quedas de frames intensas. Também houve alguns relatos de um bug em que o personagem, ao descer de um lugar não muito alto, toma dano de queda e morre.

Já alguns bugs são mais visuais, mas não por isso menos importantes, pois quebram a imersão do jogador na história. Por exemplo, muitos usuários se depararam com armas invisíveis, roupas que piscam e texturas borradas no rosto dos inimigos. 

1.2 messed up my entire save, and now the whole NC is in a sandstorm permanently. Honestly? I’m not even mad from r/cyberpunkgame

Houve também um relato mais extremo, compartilhado pelo usuário AugustusUwU, em que toda Night City fica coberta por uma tempestade de areia. Além disso, vários usuários afirmaram ou postaram vídeos do velocímetro de suas motos aparecendo em outdoors pela cidade.

Há esperanças para Cyberpunk 2077?

O jogo Cyberpunk 2077 foi muito esperado pelos fãs desde 2012, quando foi anunciado. Sua atmosfera e inspiração no RPG “de mesa”, junto ao marketing da empresa, criaram altas expectativas para os fãs, que desde o lançamento não foram totalmente atendidas.

Muitos jogadores afirmam que o jogo foi lançado antes de estar pronto, e os muitos problemas que vieram com ele parecem confirmar esse pensamento. Um exemplo que representa bem isso é o fato de que o jogo apresentou uma performance tão ruim no PS4 que foi retirado da loja e os jogadores foram reembolsados. 

Para muitos players, esses constantes bugs do jogo podem ter afetado a experiência de modo definitivo. Além disso, a notícia de que a empresa pode estar reconsiderando a implementação do modo multiplayer pode ser outro balde de água fria em seu entusiasmo com o jogo.

V FINALLY SLEEPS LIKE A NORMAL PERSON from r/cyberpunkgame

Porém, apesar de os bugs chamarem muito mais atenção, vários problemas foram realmente solucionados com o patch 1.2. Por exemplo, o personagem principal agora consegue dormir corretamente na cama, e o sistema de polícia recebeu grandes mudanças, como um maior número de oficiais surgindo quando o jogador comete um crime, mas não de forma tão abrupta.

A história do mundo dos jogos traz vários exemplos de jogos que tiveram lançamentos difíceis e, com o esforço dos desenvolvedores e feedback da comunidade, conseguiram se reerguer.

Por isso, pode não ser tarde demais para Cyberpunk 2077. Se a empresa mantiver os esforços em corrigir esses bugs, poderemos ver uma versão mais estável e que cumpra as promessas que o jogo fez aos players.

 

Quer ficar por dentro de todas as novidades do mundo da tecnologia e do entretenimento? Pois nos siga no Twitter e tenha  acesso em primeira mão a todas as postagens aqui do Tech News Brasil!

Fonte: Game Rant

Formado em Jornalismo, atua como redator de notícias desde 2017 escrevendo sobre games e tecnologia. Também é Co-Fundador da Crenix Games, empresa de jogos digitais de Curitiba onde exerce uma de suas paixões: Design de Narrativas para Games.
FacebookLinkedinWikipédia

Deixe seu comentário

dez − dez =