Tinder vai permitir verificação de antecedentes criminais dos usuários

O Tinder anunciou uma parceria que vai permitir que os usuários verifiquem os antecedentes criminais de seus matches.

A parceria vai ser entre o Match Group, empresa responsável pelo Tinder, e a Garbo, empresa sem fins lucrativos norteamericana que concede um histórico de antecedentes criminais, especialmente relacionados a abuso e violência.

Além da parceria, o Match Group também fez um investimento na Garbo. Dessa forma, as duas empresas vão se beneficiar do acordo: a Garbo vai poder continuar investindo em sua plataforma, enquanto o Match Group vai poder usar a tecnologia a fim de garantir uma maior segurança aos usuários do Tinder.

Tinder vai permitir verificação de antecedentes criminais de usuários
(Imagem: Alexander Sinn/Unsplash)

Lembrando que o Tinder é um aplicativo de bate-papo e paquera virtual. Nele, os usuários criam perfis, com fotos e descrições, e começam a “deslizar”.

O usuário recebe em sua tela o perfil de alguma pessoal do sexo oposto (ou do gênero desejado). Ele tem, então, duas opções: deslizar para a esquerda, caso não queira conhecer a pessoa; ou deslizar para a direita, caso queira tentar um “match”.

Um “match” acontece quando as duas pessoas demonstram interesse uma pela outra. Com isso, o bate-papo entre as duas pessoas fica disponível.

Como vai funcionar a verificação de antecedentes criminais?

A ideia da parceria é permitir que os usuários do Tinder solicitem o histórico de antecedentes criminais de seus matches. Com isso, eles podem evitar encontros com pessoas potencialmente perigosas.

A Garbo, empresa que vai auxiliar o Tinder com a verificação, funciona da seguinte maneira: ela armazena detalhes públicos a respeito de prisões e condenações relacionadas a abuso e violência e cria históricos para cada indivíduo.

Obviamente, a verificação de antecedentes criminais não vai ser gratuita. O usuário vai precisar pagar para ter acesso ao histórico de determinada pessoa. O Match Group ainda não divulgou, embora já tenha comunicado que está estudando um preço justo.

Além disso, também não está muito claro como o usuário vai poder solicitar a verificação. Por exemplo, ela vai fazer parte de um dos planos de assinatura mensal do Tinder, como o Tinder Gold? Ou é um recurso que o usuário vai poder pagar à parte?

Outra dúvida que fica é: a verificação vai ser feita dentro da própria plataforma do Tinder ou por uma plataforma da Garbo? E o resultado sai na hora ou pode levar alguns dias?

O histórico criminal vai incluir todos os tipos de crime?

Segundo o comunicado oficial do Match Group, a resposta é não. Afinal, a Garbo é especializada em crimes relacionados a violência e abuso, e especialmente àqueles relacionados a questões de gênero.

Portanto, crimes relacionados, por exemplo, a porte ou tráfico de drogas não serão levados em consideração. Isso porque a própria Garbo não os inclui nos antecedentes criminais dos indivíduos registrados.

E há, inclusive, uma razão maior por trás disso: a busca por equidade. Afinal, é sabido que indivíduos que moram em regiões periféricas são mais associados a crimes envolvendo porte e tráfico de drogas, muitas das vezes injustamente.

Portanto, para evitar uma espécie de segregação social ou racial no Tinder, apenas crimes de violência e abuso vão ser levados em consideração no histórico criminal cedido pela Garbo.

Quando a novidade chega ao Tinder?

Como a parceria entre o Match Group e a Garbo acabou de começar, ainda não há uma previsão de quando a novidade chega ao Tinder. Afinal, é uma ferramenta que exige bastante cuidado na hora da preparação e da aplicação.

Entretanto, ela certamente não vai chegar tão cedo ao Brasil. Isso porque a Garbo atua apenas nos Estados Unidos. E é lá que a novidade vai chegar primeiro.

Porém, dependendo da aceitação e do sucesso da novidade nos Estados Unidos, é questão de tempo até que ela chegue também no Brasil. Afinal, o Tinder tem uma popularidade bastante grande aqui no país.

A verificação pode chegar a outros aplicativos de dating?

Certamente que sim! Afinal, o Match Group é responsável não apenas pelo Tinder, mas por diversos outros aplicativos de paquera e bate-papo.

Pouca gente sabe, mas a empresa também desenvolveu serviços como Match.com, Meetic, OkCupid, Hinge, PlentyOfFish, Ship e OurTime. Todos estes têm relação justamente com o propósito de dating.

Ou seja, caso a novidade vingue no Tinder, há grandes chances de ela chegar também aos outros serviços do Match Group.

Quer ficar por dentro de todas as novidades do mundo da tecnologia e do entretenimento? Pois nos siga no Twitter e tenha acesso em primeira mão a todas as postagens aqui do Tech News Brasil!

Fonte: Tinder

Alexandre Garcia Peres
Editor, redator e revisor da WebGo Content, graduado em Letras – Português/Inglês. Tem experiência com redação e revisão de textos para Web. Apaixonado por poesia, literatura, games, tecnologia e gatos.
FacebookLinkedin

Deixe seu comentário

1 × um =